Cultura

Museu no Balanço das Águas levará novas oficinas para o Sertão

Estudantes de povoados de Pão de Açúcar e Piranhas terão aulas de fotografia, cinema e artes visuais

27 de Julho de 2018, 13:36

Uma nova jornada do barco-museu Santa Maria (ancorado no município de Pão de Açúcar) está sendo preparada pelos artistas visuais Maria Amélia Vieira e Dalton Costa – o casal tutor do Museu Karandash de Arte Popular e Contemporânea. Este ano, com o projeto “O Museu no Balanço das Águas”, patrocinado pelo Programa Rede Nacional de Artes Visuais, da Funarte, o barco-museu levará oficinas de pintura e desenho, escultura, xilogravura, fotografia e objetos pictóricos e vestimentas para as comunidades de Ilha do Ferro em Pão de Açúcar, Entremontes em Piranhas, mais o município de Belo Monte. O projeto será realizado em setembro, dando sequência às jornadas de arte-educativa em comunidades carentes do baixo São Francisco, que vem acontecendo desde 2008.
 
Este renovado “O Museu no Balanço das Águas”, mais uma vez, juntará artistas visuais de Maceió com produtores de outros e
Estados – neste caso, o Rio de Janeiro –, que virão para monitorar uma série de oficinas para crianças e jovens estudantes do sertão alagoano. São eles os próprios tutores do museu, Maria Amélia e Dalton, mais os fotógrafos Juarez Cavalcanti e Celso Brandão e os artistas do Rio Rubem Grilo (xilogravura) e Adriana Maciel (objetos pictóricos e vestimentas).
 
“O critério de escolha das comunidades foi baseado na necessidade de novos estímulos e aprofundamento das ações continuadas realizadas em eventos anteriores”, diz a coordenadora do projeto Maria Amélia Vieira. “Pretendemos oferecer ao público dessas comunidades ribeirinhas novas perspectivas de vida e alternativas para que eles se desenvolvam profissionalmente”, explica.
 
Além das oficinas, exposições itinerantes, com obras de artistas sertanejos, como Véio, Fernando Rodrigues, Zezinho e Resêndio, do acervo da Museu Karandash, e também dos trabalhos realizados nas oficinas desde ano.
 
E la nave va

E outra jornada já está sendo vislumbrada pelos incansáveis Maria Amélia Vieira e Dalton Costa, dessa vez com um projeto que fará um percurso inverso, trazendo a produção artística e cultural do Sertão para as praias de Maceió. É o projeto “O Sertão vai virar Mar”, que ainda não tem previsão de data. Quem viver, verá.