Lugares

Aproveite a baixa temporada do Outono e divirta-se no litoral norte do Estado

No paraíso tropical de Maragogi e Japaratinga, a palavra de ordem é diversão, gastronomia de primeira e hotelaria para todos os gostos e bolsos

27 de Julho de 2018, 13:36

As delícias de um paraíso tropical. Aproveitando que voltamos à baixa temporada, o sol está bonito e quase não chove, que tal dar um passeio pelo litoral norte, em Maragogi ou em Japaratinga, ou nos dois municípios que são vizinhos e até já foram uma única cidade? Um fim de semana, a semana inteira, isso vai depender da disponibilidade e das suas possibilidades. Quer dizer, do tempo e do dinheiro. Mas relaxe, nas duas cidades tem passeios, restaurantes, hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos.

Se você deixou para tirar as férias neste período de baixa temporada, ótimo. Banhos de mar e de piscina, inclusive nas piscinas naturais, são um programão nesta época do ano, tendo você se hospedado em Maragogi ou em Japaratinga. 

As Galés em Maragogi são famosas, mas explore também a Taocas, a desconhecida piscina natural do povoado de São Bento. Em Japaratinga, a Croa também não é muito famosa. “É bom não divulgar demais para não encher as piscinas”, reserva-se o empresário Tony Bleuler, proprietário da pousada Chalé dos Encantos, localizada no município vizinho a Maragogi. Japaratinga é menos movimentada, menos conhecida dos turistas – mas eles aparecem. E geralmente curtem essa tranquilidade e a beleza incrível do lugar.

“A gente ouviu falar de Japaratinga pela internet. É muito bonita mesmo, fiquei encantada, parece uma vila de pescadores”, disse a farmacêutica Fernanda Claudino. Ela e o marido, o servidor público Pierre Claudino, são de Goiânia. De férias, percorrem o litoral nordestino. 

De Japaratinga, o casal seguia para Porto de Galinhas, em Pernambuco. Mas o agito diurno e noturno de Porto de Galinhas, como diz o chefe de cozinha Iran Cavalcante, proprietário da pousada Vila de Taipa e do restaurante Cia. da Lagosta, não é a vocação de Japaratinga. “Aqui é para ser calmo. Para desfrutar bem sossegado essas incríveis belezas naturais”, indica. 

A charmosa Vila de Taipa fica ao lado da Cia. da Lagosta – ambos no povoado de Barreiras do Boqueirão. O restaurante, como o nome sugere, serve várias opções de lagostas e outros pratos à base de frutos do mar, todos ótimos. “Mas temos também um belo filé na manteiga”, informa Cavalcante.

O colega Tony Bleuler, do Chalé dos Encantos, afirma que as bicas no povoado de Barreiras de Boqueirão “são a maior atração turística da cidade”. Certamente –, e isso já há algum tempo. Trata-se de uma tradição de mais de 50 anos nesse lindo pedaço de litoral. O banho frio, as fontes torrenciais nos dois banheiros (masculino e feminino) fazem a festa de visitantes e moradores do lugar – estes ainda levam a água em botijões para beber.

O Chalé dos Encantos fica no Pontal do Boqueirão, um pouco antes das Barreiras. “Troquei os Lençóis Maranhenses pelo paraíso em Japaratinga”, diz Bleuler, que é presidente da Aejatur (Associação de Empreendedores de Japaratinga em Turismo), referindo-se à mudança que fez da Europa para o Brasil há há seis anos.

Os programas, tanto em Maragogi quanto em Japaratinga, são bem variados, para idades e gostos igualmente diversificados. Para a gurizada, para a galera e – é bom não esquecer – para os senhores e senhoras da melhor idade.

“Temos programação para o público da terceira idade, que é o passeio de catamarã pela orla de Maragogi até a Croa, em Japaratinga. Paramos o barco em um local muito bonito, em frente a um coqueiral, com a água batendo na cintura. Então fazemos um trabalho de hidroginástica com o nosso instrutor”, informa Farid Daher, proprietário do Pontal do Maragogi, que fica no Sítio Burgalhau, à altura do km 130 da AL-101 Norte.

O Pontal do Maragogi não tem hospedagem. É um serviço de apoio para grupos de turistas em excursão. “O turista vem, faz esses passeios, come, bebe, petisca e retorna aos hotéis”, explica Daher. 

Mergulho e muito mais

Entre os programas, o mergulho nas piscinas de Maragogi é algo maravilhoso. Use o cilindro para respiração entre os corais e desfrute desse surpreendente mundo aquático. Um mergulhador profissional guia a nossa incursão por águas mais profundas, orientando como respirar pelo tubo de oxigênio, zelando pela sua segurança etc. Enquanto isso, peixinhos de todas as cores e formas nadam ali diante de você... Os corais deixam a pele um pouco ardida. Use o protetor solar para evitar danos maiores.

Outra dica é o passeio de buggy em Maragogi. A praia é plana e favorável para rodar com o carro na areia uma extensão de 22 km. Na parte central da cidade, quando a orla fica mais movimentada, com mais banhistas, não é permitida a passagem dos buggies, que então seguem pelo calçamento na avenida Rui Palmeira, por entre os restaurantes, pousadas e lojinhas à beira-mar. 

São mais de 30 motoristas de buggies à disposição para passeios pelas nove praias de Maragogi. “Durante a maré rasa, que vai de 0.1 a 0.8 pontos, dá pra ir com o buggy até as piscinas a uns 4 km da praia”, diz o bugueiro Roberto Simplício, na praia de Barra Grande.

O casal Giovani e Jaqueline Lessa, ambos comerciantes de Maceió, a cada 15 dias vem passar o fim de semana na casa deles em Barra Grande. Têm o seu próprio buggy e sempre que vêm a Maragogi convidam os primos, cunhados, amigos. “Quando é muita gente, o pessoal fica hospedado em alguns bons hotéis da região, como o Praia Dourada e o Miramar, ou ainda na Pousada Sol e Mar”, informa Jaqueline, que é pernambucana e já frequentava Maragogi bem antes de casar e convencer o marido a comprar uma casa na praia dos seus sonhos.

Os dois casais paulistas Rafael Lemos e Angélica Alves e Elizete dos Anjos e Alexandre Graziano se apertavam num buggy alugado. “Soubemos de Maragogi através da internet. Aproveitamos a baixa temporada porque os preços são mais em conta. É um lugar maravilhoso. Vou indicar para os meus amigos”, disse o assessor jurídico Alexandre Graziano.

Pousada Vila de Taipa/ Restaurante Companhia da Lagosta – Praia de Barreira do Boqueirão, 107, Japaratinga. Tel. (82) 3297 1271. Hospedagem para casais.
Chalé dos Encantos – Povoado do Boqueirão, Orla, Japaratinga. Tel. (82) 3297 0020. Hospedagem para casais. 
Pontal do Maragogi – Rodovia Al-101 Norte, km 130, Sítio Burgalhau, Orla, Maragogi. Tel. (82) 9989 9156. Passeio de catamarã e bufê para visitantes.