Especial

Técnicos do IMA medem profundidade da água nas fozes dos rios Sauaçuy e Santo Antônio

Objetivo é ordenar o tráfego numa região povoada pelo peixe-boi marinho

27 de Julho de 2018, 13:36

 
A Comunicação do Instituto do Meio Ambiente (IMA) informa que técnicos do órgão estão dando continuidade aos estudos para a recolocação da sinalização da área de navegação entre as fozes dos rios Sauaçuy e Santo Antônio, no litoral norte do Estado. O trabalho envolve levantamento batimétrico (para medir a profundidade da água) e de fundo, além do georreferenciamento que tornará conhecidos os principais pontos do sistema.
 
O levantamento iniciado nesta quarta-feira (16), segundo os assessores do Ima, deverá ser concluído nos próximos 15 dias. O resultado será a identificação dos locais adequados para colocação das bóias de sinalização. “Esse tipo de trabalho serve também para verificar a altura da lâmina d’água para poder saber o tamanho dos cabos que serão utilizados”, comentou o geógrafo Tony Medeiros.
Em um prazo aproximado de 45 dias, os técnicos do instituto instalarão no sistema cerca de 30 bóias – “a depender da conclusão do levantamento, assim como das condições do clima e da maré”.
 
“Essa é a quarta vez que o IMA coloca a sinalização naquele local. Das outras vezes, a população depredou ou arrancou as bóias”, afirmou o diretor técnico Ricardo César. Segundo ele, a ação é organizada em função de uma demanda do Ministério Público Estadual.

A resolução no 04/96 prevê a sinalização permanente dos corredores de navegação, para disciplinar o fundeio das embarcações e evitar o tráfego desordenado entre as praias de Paripueira e Barra de Santo Antônio, já que se trata de uma área de reprodução e alimentação do peixe-boi marinho.