Promoções

Ministério do Meio Ambiente promove cursos à distância sobre cidadania e sustentabilidade

Ministério do Meio Ambiente promove, a partir de julho, aulas em ambiente virtual de aprendizagem, destinadas aos pais, lideranças, gestores e pessoas comuns

27 de Julho de 2018, 13:36

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) realizará, a partir de julho, oito cursos à distância sobre cidadania e sustentabilidade socioambiental. De acordo com a Comunicação do MMA, os cursos – que empregarão a plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (a AVA) – formarão dez mil pessoas até dezembro deste ano, com o objetivo de ampliar o acesso do público aos “processos de formação e capacitação” desenvolvidos pelo ministério.

O diretor de Educação Ambiental, Nilo Diniz, diz que a intenção é aumentar a base social da política ambiental no país. 

“Este é o propósito desses cursos, que, por meio de uma nova plataforma virtual e de metodologias específicas, somam-se a outras formações presenciais em andamento, bem como a processos participativos, como os conselhos e as conferências nacionais de meio ambiente, tanto a versão adulto, quanto a versão infanto-juvenil", explica, informando que em julho já serão realizados dois cursos, o primeiro deles objetivando qualificar e reduzir o consumo infantil. 

O alvo do curso “Criança e Consumo sustentável”, segundo o MMA, são os pais. São duas mil vagas para 20 horas de aulas à distância. Já o curso “Estilo de Vida sustentável” objetiva trabalhar “uma nova perspectiva de qualidade de vida com base em padrões sustentáveis”. São duas mil vagas para qualquer pessoa interessada no tema – avisa o ministério, informando a carga horária, também, de 20 horas.

Outros cursos

De agosto a dezembro, serão realizados cursos como o de “Formação de Agentes populares de Educação ambiental na Agricultura familiar”, com duas mil vagas, destinado aos agentes de assistência técnica e extensão rural, lideranças de movimentos, sindicatos, associações, técnicos de organizações não governamentais, pastorais, prefeituras, órgãos públicos, empresas, professores, jovens, ambientalistas e animadores culturais, e o de “Apoio à implantação do Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar nos Territórios”, destinado a gestores públicos estaduais e municipais, além de representantes de instituições que atuam com educação ambiental e agricultura familiar.

O curso de “Planos Municipais de Resíduos Sólidos”, que ocorrerá em novembro, com 200 vagas e 20 horas, vem preencher uma lacuna nas administrações municipais em relação aos problemas dos lixões, cujo prazo para extinção deles termina em agosto – o que a maior parte dos municípios brasileiros não conseguirão cumprir. “O intuito é apresentar aos gestores públicos municipais as etapas necessárias para elaboração de projetos”, explica o Ministério do Meio Ambiente. Será realizado em novembro, com 200 vagas e 20 horas de duração.

“Estilos de Vida Sustentáveis”, “Agenda Ambiental na Administração Pública”, “Igualdade de Gênero e Sustentabilidade” e “Formação de conteudistas em EaD” são outros cursos disponíveis, entre os meses de julho e dezembro. Mais informações no site do ministério: www.mma.gov.br/.