Lugares

'Crise política' não impede o crescimento do número de viajantes que aportam em Alagoas

Superintendente do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Paulo Kugelmas, diz que 'mesmo com retração econômica' aumentou a procura pelos destinos alagoanos

27 de Julho de 2018, 13:39

Dados da Infraero, da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih) e do Boletim de Ocupação Hoteleira indicam um aumento do número de turistas em Alagoas durante os primeiros seis meses de 2016, comparando-se ao mesmo período do ano passado. De acordo com o superintendente Paulo Kugelmas, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo, esses indicadores positivos “reiteram todo o potencial turístico de Alagoas”. “Mesmo com a retração econômica devido à atual crise política”, diz Kugelmas, “os destinos alagoanos continuam sendo procurados.”

A agência de notícias do governo informa nesta segunda-feira (18) que, de janeiro a junho de 2015, “exatos 977 mil, 993 passageiros passaram pelo aeroporto internacional Zumbi dos Palmares, em Maceió”. “Em 2016, o número aumentou para 990 mil e 20. Houve um crescimento de 6,54% do fluxo de passageiros, o que vai de encontro à tendência nacional, que tem apresentado uma queda na demanda de voos domésticos nos aeroportos brasileiros.”

De janeiro a junho de 2016, o número de visitantes em nosso Estado foi de 990 mil e 20: 6,54% a mais do que no ano passado

Segundo a agência Alagoas, um levantamento feito pela Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear), divulgado em maio, dá conta de uma baixa de 8,2% no total de viagens internas no país – “o que significa, em valores absolutos, uma perda de pouco mais de três milhões e 200 mil passageiros, na comparação com os cinco primeiros meses de 2015”.

“Os hotéis de Alagoas também apresentaram um aumento das estatísticas”, continua a reportagem do noticiário oficial. “A taxa de ocupação hoteleira foi de 68,9% contra uma taxa de 65,4% do primeiro semestre do ano passado, crescendo 5,3%.”

Para Paulo Kugelmas, esse crescimento se deu “graças às atividades desenvolvidas pela Sedetur, juntamente com todos os parceiros do segmento”. “Toda essa evolução amplia as perspectivas para o turismo do Estado, possibilitando a realização de novas ações que venham destacar Alagoas no cenário turístico do Brasil.”