Promoções

Imprensa Oficial Graciliano Ramos abre inscrições para o edital ‘Obras literárias’

As inscrições para novas obras passaram a ser feitas exclusivamente pela internet

27 de Julho de 2018, 13:39

Estão abertas as inscrições para o edital “Obras literárias”, da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, para o ano de 2018. Os escritores que desejam se inscrever bastam ser alagoanos ou radicados em Alagoas. As obras inscritas precisam ser originais, nunca antes publicadas. As inscrições, que este ano começam a ser feitas pela internet, vão até o dia 30. Veja aqui.

O edital já lançou, desde que foi criado em 2012, 58 obras de escritores alagoanos, entre eles, autores consagrados, como o historiador e romancista Dirceu Lindoso e os poetas Fernando Fiuza e Sidney Wanderley, e sangue novo a exemplo dos poetas Geovanne Ursulino, Lilian Lessa e Sebage – que estrearam em livro na 8ª Bienal Internacional do Livro, realizada entre setembro e outubro deste ano.

Geovanne Otávio Ursulino, autor de 'Como num Inferno para Marinheiros' (poema), publicado em 2017

"Vale ressaltar que o edital é, também, um dos mais abrangentes entre aqueles promovidos pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos”, destaca a coordenadora editorial Patrycia Monteiro. “Nele, é possível concorrer com livros de praticamente todos os gêneros literários, entre eles, crônicas, contos, romances, ensaios, cordel, grande reportagem.”

Segundo Patrycia, entre os gêneros mais disputadas, “o campeão de inscrições é sempre a poesia”.

De acordo com a coordenadora editorial da Graciliano Ramos, no processo seletivo do edital do ano passado foram registradas 101 inscrições, das quais 15 foram selecionadas e lançadas recentemente durante a programação da editora na 8a Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Um dos maiores sucessos entre os lançamentos foi o livro “Vá pra Cuba – A Cuba que vi, ouvi e senti”, do professor de Geografia, Marcos Damasceno. A tiragem inicial dessa primeira edição foi quase completamente esgotada nos oito dias do evento, realizado no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso.

Marcos Damasceno, autor de 'Vá pra Cuba – A Cuba que vi, ouvi e senti'

No edital 2017, sete dos 15 escritores selecionados publicaram pela primeira vez. São eles: Geovanne Otávio Ursulino, autor de “Como num Inferno para Marinheiros” (poesia); Igor Machado, com “Pausas corrompidas” (poesia); Jô Saulo, “Qualquer Curva que me leve sem a sua Linha reta” (poesia); Lael Correa, “Azul para Viagem e outros Escritos cênicos” (teatro); Lilian Lessa, “Livro d'Água” (poesia); Sebage, “Álbum de Família” (poesia), e o próprio Marcos Damasceno, autor de “Vá pra Cuba – A Cuba que vi, ouvi e senti” (não ficção).