Promoções

Estudantes de Nutrição realizam atividade de extensão para melhorar desempenho de feiras orgânicas

O objetivo era melhorar o desempenho das feiras orgânicas na capital e em outros municípios do Estado

27 de Julho de 2018, 13:39

Em Maceió, em atividade da Universidade Federal de Alagoas (a Ufal), agricultores dos assentamentos Zumbi dos Palmares, Flor do Bosque e Dom Hélder Câmara (a Ufal não divulgou de que municípios são esses assentamentos) participaram da extensão universitária intitulada “Construindo uma Atmosfera positiva e agradável em Feiras orgânicas”, promovida por alunos do curso de Nutrição. Os trabalhos realizados na semana passada, na quinta-feira (7) no Laboratório de Nutrição em Saúde Pública, no campus universitário (parte alta da capital), foram supervisionados pelas professoras Giovana Longo-Silva, Maria Alice Araújo de Oliveira, Risia Cristina Egito de Menezes e, de acordo com o site da Ufal, “demais docentes do laboratório”.

Estudantes e docentes do curso de Nutrição da Ufal realizam extensão universitária junto a agricultores de assentamentos

A proposta era “promover a alimentação adequada e saudável e prevenir agravos nutricionais, abordando aspectos relacionados à estrutura e apresentação dos produtos nas feiras”. Além disso, estratégias para incentivar a venda e conscientizar a comunidade sobre os benefícios dos alimentos orgânicos foram discutidas.

“Foram abordados temas como cenário da feira, incluindo organização das bancadas e valorização da cultura nordestina, por meio de inclusão de atividades culturais realizadas pelos próprios agricultores, como cordel e música popular brasileira”, reportou o noticiário da Ufal, destacando outras questões levantadas pelos alunos: “a importância do atendimento, higiene, abordagem e tratamento dos clientes, utilização de crachás e incentivo ao uso de sacolas retornáveis”.

Encerrando o evento, aconteceu a degustação de alimentos preparados de forma saudável. As receitas foram entregues aos feirantes, como sugestão de pratos para vender nas feiras, “evidenciando o grande potencial que os produtos orgânicos têm para a construção de uma alimentação saudável, atraente e saborosa”.