Cultura

Orquestra Filarmônica de Alagoas comemora aniversário em concerto no Teatro Deodoro

Fundado em 2 de agosto de 2017, o novo conjunto musical, que é cooperativa, apresentou 33 espetáculos, seis deles com a casa lotada; nessa sexta-feira (3), às 20h

01 de Agosto de 2018, 10:37

Jorge Barboza/ Editor

Destacando o apoio de “empresas alagoanas” que ousaram patrocinar um projeto de popularização da música clássica, iniciado há um ano, a Orquestra Filarmônica de Alagoas realiza o “Concerto de Aniversário”, na sexta-feira (3) no Teatro Deodoro à rua Barão de Penedo, 375, centro de Maceió.

De acordo com o oboísta André Nobuyoshi Tokura (ele toca o instrumento de sopro oboé), membro do conselho fiscal da cooperativa que reúne uma trupe de 45 músicos, a apresentação será “praticamente um resumo de um ano” do que foi feito, não somente em Maceió, mas em cidades do interior.

“Faremos músicas clássicas, como aberturas de ópera – algumas peças do clássico bem conhecido, como a ópera ‘Carmen’ de Bizet –, e algumas coisas, também, junto com a [cantora e produtora da filarmônica] Irina Costa, algo popular, e algo, também, do folclore aqui alagoano, junto com o Chao do Pife – uma composição do próprio Chao do Pife, nós vamos tocar também”, relaciona Tokuro, lembrando “um trechinho do pouquinho do rock” que fizeram no ano passado no “Clássicos do Rock Vol. 1” (o próximo já está marcado, 19 de setembro). “A gente fez uma música do Aerosmith”, emenda o músico, acrescentando o nome de Luiz Gonzaga entre os grandes nacionais já executados pela filarmônica.

A nova Filarmônica de Alagoas realizou 33 concertos neste primeiro ano de vida

Para esse concerto comemorativo de sexta-feira, o repertório será “bem eclético” – como garante André Nabuyoshi Tokura. Ele diz que manter o conjunto unido e produzindo “é uma luta”. “Até porque somos um grupo independentes, não dependemos de apoio governamental nenhum.”

E, como todos sabem, não é fácil obter apoio e patrocínio da iniciativa privada ou do governo. Mas, entre vivos e mortos, Tokura chama aqueles que se solidarizaram com o projeto: a Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (a Diteal), o Hospital do Coração, os contadores Monte & Soares, a loja de alimentos Copra, o Instituto Zumbi dos Palmares (IZP), a TV Gazeta, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), a pizzaria Santorégano, a assessoria de imprensa Amais, o shopping Parque, a loja Chilli Beans do shopping Maceió, o Club Lyon Jatiúca, Irina Costa e o iluminador Careca.

“Nossa fonte de renda para poder tocar esse trabalho para frente foi através da fundação de uma cooperativa. Até aqui estamos sendo sustentados por patrocínios de empresas privadas e bilheteria, e graças a deus estamos sobrevivendo”, comemora o conselheiro da filarmônica.

Orquestra que lotou o teatro com os clássicos do rock marcou novo concerto para setembro

Fundada no dia 2 de agosto de 2017 como uma cooperativa, a Orquestra Filarmônica de Alagoas iniciou, ainda no ano passado, duas séries de concertos: a primeira dedicada à música erudita, lógico, a série “Selma Britto”, que faz uma homenagem à grande pianista criadora dos imprescindíveis “Concertos aos Domingos” (realizados uma vez por mês no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas), e a outra série, de vocação popular, chamada “Mundo”, dedicada – como menciona a produção – “ao universo pop”.

No total, foram 33 concertos, seis dos quais, informa a Diteal, com lotação esgotada. “Além de Maceió, foram, também, palco de apresentação de alguns desses concertos as cidades de Arapiraca, Penedo, Piranhas, Coqueiro Seco e Murici. Mais de 14 mil pessoas assistiram aos concertos, sendo mil e 250 crianças e 13 mil e 50 adultos.”

Entre os espetáculos apresentados, destacam-se “The Beatles”, com a dupla alagoana/paulista Duofel; “Luz, Câmera... Concerto”; “Clássicos do Rock” e o mais recente “Vozes pela Paz: De Gonzaga a Dominguinhos”.

Os ingressos para o concerto de sexta-feira custam entre R$ 20 e R$ 40, podendo ser adquiridos online no site aqui. Os bilhetes estão disponíveis, também, na loja Chilli Beans e na galeria do Club Lyon. No teatro, a bilheteria fica aberta das 14h às 18h.

Para mais informações, ligue (82) 99381 6666 ou 99444 6228.