Turismo em Pauta

Turismo de Maceió tem bom desempenho neste primeiro semestre

Hotelaria registrou uma ocupação de 73,19%, superando a média de 68,08%, alcançada no ano passado no mesmo período

10 de Agosto de 2018, 16:15

Ivaldo Pinto é jornalista

O turismo de Maceió vai bem, obrigado! Neste primeiro semestre, a hotelaria registrou uma ocupação de 73,19% superando a média registrada pelo setor, em igual período, em 2017, que foi de 68,08%. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), seccional de Alagoas.

Por sua vez, o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares registrou um crescimento de 148% na movimentação de passageiros em relação ao ano passado. Para se ter uma ideia, de janeiro a junho deste ano foram realizados mais de 14 mil embarques e desembarques, aproximadamente 8,3 mil a mais que em 2017, segundo a Infraero.

Ainda de acordo com a Infraero, o fluxo total de passageiros cresceu 7,5%, com o incremento de 6,5% nos voos domésticos.  Assim sendo, nesses seis meses, mais de um milhão de passageiros passaram pelo Zumbi dos Palmares, incluindo embarques e desembarques.

Para o secretário de Turismo de Maceió, Jair Galvão, alguns fatores contribuíram para o crescimento do turismo, como a alta do dólar em relação ao real, que contribuiu para o aumento do fluxo de visitantes; o turismo de negócios, com grandes eventos captados pelo Maceió Convention & Visitors Bureau, e a divulgação de Alagoas em feiras eventos nacionais e internacionais, num trabalho de parceria com o ‘trade’ turístico.

Notas

Praia de Boa Viagem, cartão-postal do Recife

* No primeiro semestre de 2018, Pernambuco recebeu quase 3,2 milhões de turistas, um incremento de 5% em relação ao mesmo período de 2017. Nesse período, o destaque ficou para o mercado externo, quando o Aeroporto Internacional do Recife recebeu quase 157 mil estrangeiros, um incremento de 67% na comparação com o mesmo período do ano passado.  Isso é resultado dos investimentos do Governo de Pernambuco na captação de voos internacionais e consolidação dos mercados emissores. Os dados fazem parte da pesquisa “Principais indicadores do turismo e evolução anual”, realizada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio da Empetur. O documento indica ainda que a taxa de ocupação hoteleira de Pernambuco subiu para 67%, contra a de 62% registrada em 2017.

Vitor Generoso (Foto/ Divina Gula)

* A “Cozinha Show” do 2º. Festival Cultural e Gastronômico da Bahia acontece nos dias 18 e 19 de agosto (sábado e domingo), no Passeio Público no Palácio da Aclamação, em Salvador. O evento, que terá fogão, chefs locais e convidados e ingredientes regionais, é o endereço certo para interagir e aprender técnicas, dicas, receitas e ainda degustar comidinhas nas aulas show gratuitas. Quem abrirá a maratona de aulas no sábado que vem, dia 18, é o chef alagoano Vitor Generoso, do premiado restaurante Divina Gula, em Maceió.  Ele pilotará a aula “A Arte e Gastronomia do Divina Gula”, das 11h às 12h.  As inscrições poderão ser feitas até o dia 13 no site do evento, www.temperobahia.com.br, identificando as aulas que deseja assistir, ou no local, até uma hora antes de cada aula.

* Termina nesta sexta-feira (10), na bela cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, a “Gramado Summit 2018”, que reúne mais de cem startups inovadoras dos mais variados segmentos oriundos de todo o país, dezenas de palestras com grandes nomes do empreendedorismo, além de investidores dispostos a investir em projetos que podem mudar a economia mundial com soluções inovadoras. Participam do evento, que começou no dia 8, na Expogramado, cerca de quatro mil empreendedores focados no mercado da inovação e querendo ouvir e interagir com grandes nomes que motivam o dia a dia dos pequenos empreendedores. A “Gramado Summit” está estruturada da seguinte maneira: exposição de startups, palco de conteúdo, batalha de startups, “Food Truck Festival” e “Sunset Summit”.

Cerca de quatro mil empreendedores participam de importante evento na bela Gramado

* Uma das metas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) é a isenção de impostos de importação para equipamentos de parques temáticos, medida que pode resultar em investimentos de R$ 1,9 bilhão e gerar aproximadamente 56 mil empregos nos próximos cinco anos. Em junho, o setor teve um avanço com a isenção temporária da carga tributária na importação de equipamentos, que prevê um crescimento de 3% no número de empregos, apenas neste ano, alcançando mais de 11,5 mil postos de trabalho. Falar nisso, a presidente da Embratur, Teté Bezerra, participou na segunda-feira (6), em Itupeva, São Paulo, do Indutry Showcase & Tabletop Networking, evento organizado pelo Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat) para debater alternativas para aquecer o setor no Brasil e na América do Sul.

Contato: ivaldopintodebarros@hotmail.com