Turismo em Pauta

Ilhéus, cartão-postal da Costa do Cacau

Importante cidade turística do Nordeste, é conhecida internacionalmente por conta do romance de Jorge Amado, 'Gabriela, Cravo e Canela', que virou novela e depois filme

13 de Setembro de 2018, 11:28

Ilhéus é uma das mais importantes cidades turísticas do Nordeste, conhecida internacionalmente como cenário do romance clássico de Jorge Amado “Gabriela, Cravo e Canela, que virou novela e depois filme. Esse município do sul da Bahia se destaca por seu extenso litoral e por sua ampla e preservada reserva de Mata Atlântica, ideal para o cultivo do cacau.

Tradicional polo cacaueiro, Ilhéus era na década de 1920 a cidade mais rica da Bahia depois da capital Salvador, na época em que a produção do cacau estava no auge. A cidade vivia em plena efervescência e registrava grande movimentação de pessoas, estas vivendo nababescamente em suntuosos casarões coloniais e palacetes construídos com o dinheiro proveniente do cacau.

Aliás, o município já foi o maior produtor de cacau do mundo, mas, em meados da década de 1980, surgiu a praga vassoura-de-bruxa que dizimou muitas plantações e reduziu consideravelmente a produção.  Porém, nos últimos anos, está sendo feito um trabalho de recuperação da colheita de cacau em várias fazendas da região, com a viabilização do plantio de um tipo de cacau mais resistente à doença.

Há, inclusive, fábricas de chocolates em Ilhéus, a exemplo da Chocolate Caseiro de Ilhéus, fundada em 1985  por Hans Tosta Schaeppi, o pioneiro do chocolate na cidade. Schaeppi faleceu em maio deste ano, por problemas de saúde. Era engenheiro civil e proprietário do Ilhéus Praia Hotel, estrategicamente localizado na Praça Dom Eduardo, a poucos passos da bonita Catedral de São Sebastião e do Bar Vesúvio, pontos turísticos da cidade.

Fundada em 1534, Ilhéus tem uma população estimada de 164.844 habitantes (IBGE, 2018). Tem como atrações turísticas, no centro histórico, bonitos casarões e palacetes, a exemplo do Palácio Paranaguá (sede de Prefeitura); da Casa de Tonico Bastos; Palacete do Coronel Misael Tavares; Teatro Casa de Cultura Jorge Amado, onde o escritor, que nasceu em Itabuna, morou; Catedral de São Sebastião; Bar Vesúvio, Convento de Nossa Senhora da Piedade, Mercado de Artesanato e antigo famoso cabaré Bataclan, revitalizado no início dos anos 2000, atualmente funcionando como restaurante.

Considerada o cartão-postal da Costa do Cacau, Ilhéus possui cem quilômetros de litoral pontilhado de belas praias e, por isso, atrai muitos turistas.  As praias urbanas mais frequentadas são as dos Milionários; da Avenida Soares Lopes; do Cristo Redendor;  do Malhado;  do Marciano e  da Barra.  Há outras boas opções de praias mais afastadas, tanto nos litorais Norte quanto no Sul. O turismo ecológico também está em evidência em Ilhéus, com visitas às fazendas que cultivam o cacau, a balneários, parques temáticos, cachoeiras e às Reservas Particulares do Patrimônio Natural.

Notas

  • A rede hoteleira de Ilhéus conta com bons hotéis, tanto na cidade quantos nos arredores. O Cana Brava All Inclusive Resort é um dos melhores, ideal para quem quer se refugiar em um lugar tranquilo e paradisíaco. Localizado no distrito de Olivença, a 25,5 km da sede do município, o Cana Brava é um resort à beira mar, onde o hóspede pode desfrutar de várias opções de entretenimento, incluindo piscinas, recreação, apresentação de música ao vivo e lago para remo em pé e caiaque. Os quartos do hotel, com ar-condicionado, bem decorados, possuem TV a cabo, frigobar e wi-fi gratuito. Há, também, academia, cinema e salão de jogos, bem como restaurante que serve pratos da culinária regional e internacional, sem esquecer uma variedade de bebidas no bar, destaque para os coquetéis especiais.Visitas, com guias, às fazendas de cacau de Ilhéus estão no roteiro do turismo ecológico.
Cana Brava All Inclusive Resort e seu atraente parque aquático/ Fotos/ Ivaldo Pinto
  • A Fazenda Yrerê, por exemplo, é uma das mais procuradas. Fica localizada na Rodovia Jorge Amado, Km 11, próxima da sede do município. A fazenda é parte de uma antiga Sesmaria, doada pela Coroa Portuguesa às famílias de europeus durante a colonização do Brasil. Tem dois séculos de atividades agrícolas, inicialmente com a produção de madeira, depois com a implantação de cana-de-açúcar e cacau. As primeiras plantações de cacau, na fazenda, ocorreram por volta de 1870. Os chocolates da Yrerê são produzidos com cacau da fazenda, ou de parceiros que produzem cacau fino. Os chocolates em barra têm peso de 30g e 80g, respectivamente, e são embalados com papel kraft reciclado.
Visitantes ouvem explicações sobre o cultivo do cacau na Fazenda Yrerê
  • A 10ª. edição do “Clean Up Day”, o Dia Mundial da Limpeza nas praias acontece em Maceió, no sábado (15). O evento será realizado em 150 países e mobiliza milhões de voluntários, com a finalidade de fortalecer a conscientização quanto à preservação do meio ambiente, especialmente nas praias.  Espera-se que o evento deva reunir, na capital alagoana, mais de 1.500 voluntários.  A ação é uma iniciativa do Instituto Biota de Conservação em parceria com a Prefeitura de Maceió, por meio das Secretarias municipais de Turismo (Semtur) e Desenvolvimento Sustentável (Semds) e da Superintendência de Limpeza Urbana (Slum). Entidades ligadas ao ‘trade turístico’, como a Abih-AL, Abrasel-AL, SHRBS-AL, bem como a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e o Grupo Escoteiros Guardiões da Amizade, também apoiam o evento.
Dia Mundial da Limpeza nas praias em Maceió será no sábado (15)
  • Durante a conferência “Turismo Summit 2018 – Destinos Turísticos Inteligentes e Inovadores”, que ocorreu no início do mês em Brasília, a presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra, anunciou que, ainda este ano, serão lançados dois novos produtos no meio digital para contribuir com a promoção dos destinos, informações de mercado e apoio à comercialização dos produtos turísticos brasileiros. Trata-se do Visit Brasil Marketplace e do Visit Brasil Capacitação. De acordo com Tatá Bezerra, os produtos fazem parte da estratégia de digitalização da atuação da Embratur e da busca constante por inovação nesta atividade que, cada vez mais, é impactada pelos avanços tecnológicos e as mudanças no processo de comercialização do turismo, desde a pesquisa sobre os atrativos turísticos dos destinos, passando pela procura por passagens e meios de hospedagem, até a compra de viagens.

Contatos: ivaldopintodebarros@hotmail.com