Turismo em Pauta

João Pessoa, onde o sol nasce primeiro, destacando praias urbanas e piscinas naturais

A capital paraibana passa por um processo de verticalização surpreendente, com a construção de edifícios altos próximos à orla marítima

13 de Outubro de 2018, 10:01

Ivaldo Pinto é jornalista

João Pessoa é conhecida por suas belas praias, piscinas naturais, rico artesanato e deliciosa gastronomia tipicamente nordestina. A cidade, onde o sol nasce primeiro, tem uma população estimada em 800.323 mil habitantes (IBGE 2018) e passa por um processo de verticalização surpreendente, com a construção de edifícios altos próximos da orla marítima, em bairros nobres e na periferia, o que a deixa com cara de cidade grande.

Na orla marítima propriamente dita, o artigo 229 da Constituição Estadual de 1989 proíbe a construção de edifícios acima de quatro pavimentos. Prédios mais altos, portanto, podem ser edificados na faixa de 500 metros a partir da maré cheia.  

A capital paraibana tem orla marítima animada e se constitui em atração turística. Há um enorme calçadão entre as praias do Cabo Branco, Tambaú e Manaíra que é bastante movimentado. O que se vê, principalmente à noite, são pessoas fazendo caminhadas, passeando bicicletas, praticando esportes e bebendo umas e outras nas barracas, algumas com música ao vivo.

É na orla marítima que se concentram os principais hotéis de João Pessoa, destacando o tradicional Hotel Tambaú, construído na década de 1970, bem como pousadas aconchegantes. Quem se hospeda na praia de Tambaú, fica próximo dos points turísticos, como a feirinha de artesanato, Mercado do Artesanato e da praça de alimentação de Tambaú. O movimento é enorme, especialmente no período noturno.

Em João Pessoa, o visitante tem à sua disposição programas interessantes, como os passeios de barco às piscinas naturais de Picãozinho, a menos de dois quilômetros da costa, em frente à praia de Tambaú; às piscinas do Seixas; visitas ao Centro Histórico, onde se encontram igrejas, museus e outros monumentos históricos, bem como o Parque Solon de Lucena, com sua bela lagoa e barzinhos  e bateria de banheiros bem cuidados.

Outra boa opção é uma visita ao Farol do Cabo Branco, imperdível, ponto mais oriental do Brasil continental. Ao lado fica o Parque Ecológico Bosque dos Sonhos, com lanchonetes, artesanato e esculturas de artistas nordestinos, a exemplo de Luiz Gonzaga, Reginaldo Rossi, e verde em abundância. É bom também fazer uma visita à Estação Cabo Branco, projetada por Oscar Niemeyer, onde acontecem exposições permanentes.

Mais um programa imperdível  é assistir ao pôr do sol na praia do Jacaré, no vizinho município de Cabedelo, e ouvir o Bolero de Ravel, executado por Jurandir do Sax. Antes, as pessoas ficavam nos barzinhos à margem do rio, para ver a apresentação. Mas, com a revitalização da área, os barzinhos foram abaixo. Permaneceu apenas a feirinha de artesanato, lanchonetes e poucos barzinhos. Atualmente, muitos assistem ao espetáculo a bordo de catamarãs ou mesmo no calçadão em frente à feirinha de artesanato.

Fora dos limites da capital paraibana, no litoral Sul, há outras atrações turísticas, em se tratando de praias. No município do Conde, destacam-se o  famoso balneário de Jacumã, com hotéis e pousadas, bastante movimentado na alta temporada;  praia de Coqueirinho, com boa estrutura de restaurantes e bares, e a vizinha Tambaba, a primeira praia naturista oficial do Nordeste, distante 30 quilômetros de João Pessoa, conhecida internacionalmente.

Notas

Entre os dias 8 e 11 de novembro, no Serra Park, na bela cidade de Gramado, será realizada a Feira Internacional de Turismo 2018, em sua 30ª. edição. Considerada pelo trade como a mais efetiva feira de negócios turísticos da América Latina, este ano  ocupará  22 mil metros quadrados e estará dividida nos seguintes espaços: LGBT, Luxury, Festuris Grastronomia, Cultural e Religioso, Entretenimento, Inovação e Tecnologia, Mice Corporativo, Business, Sustentabilidade e Turismo Verde, Salas de Capacitações (Programação de oficinas, workshops, e palestras de forma ininterrupta). Serão 2000 marcas expostas em mais de 400 estandes para um público de dez mil profissionais vindos de todos os continentes.

A encantadora Gramado, pronta para realizar a 30ª. Festuris/ Foto/ Ivaldo Pinto
A encantadora Gramado, pronta para realizar a 30ª. Festuris/ Foto/ Ivaldo Pinto

Durante a FIT (Feira de Turismo da América Latina), que ocorreu entre os dias 29 de setembro e 2 de outubro, em Buenos Aires, Argentina, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) promoveu o diversificado potencial brasileiro no segmento de resorts para o mercado sul-americano. Na ocasião houve seminários e rodada de negócios com operadores do continente a fim de subsidiar os bueyrs (compradores internacionais) com informações sobre o leque de opções de empreendimentos que o Brasil oferece e possibilitar o fechamento de negócios. Na quarta-feira (10), foi a vez do mercado paraguaio, que reuniu operadores e agentes locais. A apresentação aconteceu em dependências da Embaixada do Brasil em Assunção, dias antes da abertura da FitPar (Feira Internacional do Turismo do Paraguai).

Brasileiros e argentinos na FIT em Buenos Aires/ Foto/ Pablo Peixoto

A partir de 21 de dezembro, no período da alta temporada, a capital pernambucana contará com mais uma frequência na malha aérea nacional, com ligação direta com a região Sul do país. Trata-se do voo Recife-Foz do Iguaçu, operado pela empresa aérea Gol. As saídas do Recife serão às quartas, sextas-feiras e domingos, e o voo já está disponível pelo site www.voegol.com.br.  “Estamos felizes com a ampliação da malha para o Sul do país, região que emite turistas para Pernambuco e que, consequentemente, incrementam a economia do Estado”, disse a secretária de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco em exercício, Manuela Marinho, acrescentando que, com a nova conexão, Pernambuco passa a contar com 28 voos nacionais.

 Recife terá nova frequência para Foz do Iguaçu em dezembro/ Foto/ Ivaldo Pinto

No período de 27 a 30 de setembro, das 17h às 22h, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), seccional de Alagoas, promoveu o festival gastronômico Sabores de Alagoas, em sua terceira edição, com a participação de 31 bares e restaurantes associados da entidade no Estado. Em um pavilhão montado na Praça Multieventos – orla da Pajuçara -, com barracas estruturadas, nativos e turistas degustaram  mini porções de pratos criados para o evento com preços no valor de 15 reais. Constaram do cardápio comidas nordestinas, frutos do mar, comida internacional, frutas e bebidas. Uma atração à parte do festival: apresentações culturais, exposição e venda de artesanato. O evento foi realizado em parceria com o Sebrae-AL, Governo de Alagoas e Prefeitura de Maceió.

Contato: ivaldopintodebarros@hotmail.com