Cultura

'Aqueles Dois', curta-metragem do alagoano Émerson Maranhão, estreia em primeira exibição

Filme aborda o relacionamento entre Caio José e Caio Lemos, dois homens transgêneros; premiado nos principais festivais LGBTQI do país, terá exibição gratuita nesta quarta-feira (26), em Maceió

26 de Dezembro de 2018, 15:43

Da Redação

Premiado este ano no 26º. Mix Brasil – Festival de Cultura da Diversidade, em São Paulo (SP), com o troféu “Canal Brasil de Incentivo ao Curta-Metragem”, com os direitos de exibição em TV comprados pelo canal, o filme “Aqueles Dois” – que estreia nesta quarta-feira (25) em primeira exibição em Maceió, é o primeiro finalista do Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas 2019. A sessão marcada para as 19h, no Centro Cultural Arte Pajuçara à avenida Doutor Antônio Gouveia, 1.113, orla da Pajuçara, é gratuita.

Dirigido pelo alagoano Émerson Maranhão, o curta papou, também, o prêmio “Direitos Humanos” no 6º. Festival de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero, no Recife (PE). Na Mostra Competitiva do 12º. For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual, em Fortaleza (CE), disputando com outros 13 curtas brasileiros, levou a melhor, ainda, na categoria “João Nery”, concedido pelo júri oficial “em reconhecimento a produções que abordem essencialmente a militância LGBTI e o reflexo dessa atuação na vida das pessoas”.

Assista ao trailer do filme aqui

A história de “Aqueles Dois” aborda o relacionamento de Caio José, 25 anos, enfermeiro de Quixeramobim, no sertão central do Ceará, com o pesquisador acadêmico Kaio Lemos, de 38, que mora na capital cearense. “Eles têm boa formação intelectual, amigos, família e em nada se diferenciariam dos tantos rapazes que vivem realidades similares não fosse pelo fato de serem homens transgêneros”, destaca o informativo da produção.

O diretor participará de debate depois da exibição do filme, quando lançará o livro “Cinema Falado”, que reúne entrevistas inéditas e exclusivas com 12 cineastas nascidos no Ceará, entre eles, Karim Aïnouz (de “O Céu de Suely” e “Praia do Futuro”), Halder Gomes (“Cine Holiúdy” e “O Shaolin do Sertão”), Glauber Filho (“As Mães de Chico Xavier”) e Petrus Cariry (“Clarisse ou Alguma Coisa sobre Nós Dois” e “O Barco”).