TV Boreal

Jesuíta Barbosa e João Vítor Silva interpretam o primeiro beijo gay de Ciro na série 'Feras'

Ciro (Vítor Silva) se descobre bissexual ao reencontrar o amigo de infância Guinle, vivido por Barbosa; as cenas irão ao ar na segunda-feira (18)

15 de Fevereiro de 2019, 17:38

Da Redação

Nos próximos episódios da série “Feras”, que que irão ao ar na segunda-feira (18), o ator João Vítor Silva interpreta Ciro, que, mais do que arrependido de ter decepcionado Mari Maia (Camila Márdila), demonstra perturbação ao se perceber machista e ao notar que as pessoas que o cercam também o sentem assim. Serão dois capítulos a serem exibidos em sequência, na segunda-feira, a partir das 22h. Jesuíta Barbosa fará participação especial na pele de Guile, protagonizando o primeiro beijo de Ciro com um homem.

Guinle (Jesuíta Barbosa) é o melhor amigo de infância de Ciro

“Na sequência, após o término da exibição na TV, o MTV Play disponibilizará para todos os dois episódios em questão mais o episódio seguinte”, destaca o informativo da emissora enviado à Redação, apontando para a personagem de Camila Márdila, envolvida em uma recente reviravolta após a morte de sua psicanalista, Paula Ivone, defendida pela cartunista trans Laerte Coutinho, em sua primeira atuação na TV.

O amigo bissexual leva Ciro (João Vítor Silva) a novas descobertas

“Por mais que Ciro tentasse reatar qualquer tipo de relação com sua amiga, ele também não estava sozinho”, especula o press-release.

De acordo com o roteiro dos dois primeiros capítulos de “Fera”, “com a chegada de seu melhor amigo de infância, Guile, Ciro começa a cogitar a ideia de ser bissexual, assim como o amigo”. “Os dois aproveitam a noite no Melado de Cana, festa que não é bem uma festa, mas sim um estado de espírito. Um lugar que não há espaço para preconceito e o único recalque é ser recalcado.”

O beijo dos dois amigos de infância vai pôr abaixo as convicções machistas de Ciro

Ciro acaba viajando na ideia de que “uma boca é só uma boca, livre de gênero”, acreditando, afinal, que “todo mundo é bissexual em potencial”. É quando Ciro e Guile se beijam, mas, segundo os roteiristas da série, “Ciro não consegue impressionar Guile com suas ‘proezas fluídas’”.