Cultura

Dharma, Mayash e Sebage & Lobos Uivantes abrem o 'Cena Viva'

As três bandas são as atrações da estréia no sábado (9) do movimento que reúne as bandas alagoanas com repertório original; baterista da Mayash, Max Cavalcanti, diz que projeto é uma 'alternativa viável'

04 de Março de 2019, 11:57

Da Redação

Dharma, Mayash e Sebage & Lobos Uivantes são as atrações da estreia do movimento Cena Viva, no sábado (9), na casa de shows Rex Jazz Bar, à rua Sá e Albuquerque, 675, bairro do Jaraguá – região central de Maceió. O Cena Viva reúne bandas e artistas solos originários da capital e de outras cidades alagoanas. A ideia, de acordo com seus criadores, os bandleaders roqueiros Zenitilde Neto e Eduardo Henrique Silva, a ideia é “fazer crescer a cena de música autoral”. O Rex abrirá às 17h e o ingresso custa apenas R$ 5.

A banda Mayash, formada em 2014, traz no currículo o EP “Madnesscent”, lançado em 2015, e o álbum “Naim” – este, gravado também em 2015, foi lançado somente em agosto de 2018. Com dois clipes disponíveis no YouTube (“Keep away from May” e “Naquela Noite”), Mayash reúne a psicodelia dos anos 1970 com o grunge e o indie dos anos 1990.

'Acho que dessa vez o engajamento é fácil', diz o baterista Max sobre o 'Cena Viva'

“Acredito que o Cena Viva é uma das alternativas mais viáveis para o que a gente chama de cena mesmo, de como resgatar, de como fazer funcionar de novo uma cena do rock’n’roll na cidade”, afirma o baterista Max Cavalcanti. “Todo mundo tenta, todo mundo fala há muito tempo e ninguém consegue se unir de verdade. Acho que dessa vez o engajamento é fácil, estou vendo ser mais possível. A Mayash vê com bons olhos esse projeto e está muito feliz de iniciar o projeto fazendo esse primeiro evento.”

O álbum lançado em 2018 mistura psicodelia, grunge e blues

Cavalcanti diz que a banda ficou “empolgada” com a “receptividade” do público à faixa “Naquela Noite”, uma das poucas canções e rocks do EP e álbum compostas em português. “Estamos sim compondo em português”, explica. “Está ficando mais fácil agora escrever na nossa língua. É bem provável que o próximo single seja em português.”

Os demais membros da banda são Filipe Jere (guitarra e voz), Lucas Mello (guitarra) e Igor Locão (contrabaixo). Para 2019, a trupe planeja “lançar coisa nova”. “Não vai ser um CD ainda”, conta o batera, “mas vamos lançar single, como lançamos no ano passado. Lançaremos um single por uma gravadora e outro por outra gravadora. Mas este ano voltamos para o estúdio e lançaremos coisa nova. A gente vem tocando essas músicas desde 2015, então três anos é muito tempo. A gente já quer botar mais coisas para fora.”

Cena Viva – Estreia do movimento musical, com as bandas Dharma, Mayash e Sebage & Lobos Uivantes. Dia 9 (sábado), 17h. Ingresso: R$ 5.

Rex Jazz Bar – Rua Sá e Albuquerque, 675, bairro central do Jaraguá.