Cultura

Banda Freedom Songs mistura reggae e poesia no show 'Memória do Povo negro'

Espetáculo estreia nesta quinta-feira (24), às 19h30, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso; ingressos à venda a partir das 14h

24 de Outubro de 2019, 10:19

Da Redação

A banda Freedom Songs estreia o show “Memória do Povo negro” no programa “Quinta no Arena”, nesta quinta-feira (24), às 19h30, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso à rua Barão de Maceió, 375, centro da capital. O ingresso, entre R$ 10 e R$ 20, pode ser adquirido na bilheteria do Teatro Deodoro (anexo ao Arena) a partir das 14h.

Misturando reggae e poesia, o show faz uma homenagem à cultura afrodescendente alagoana. “Resgata a ancestralidade”, explica um dos membros da banda, o violonista, flautista e vocalista Brunno Torres. O percussionista criador da Orquestra de Tambores, Wilson Santos, faz participação especial, assim como o cantor de reggae Thiago Correia. “A atriz Cleci Maria do Nascimento, do grupo de artes cênicas da Ufal, também participa”, destaca Brunno Torres no informativo do teatro enviado à Redação.

A Freddom Songs é formada por Brunno Torres (flauta bansuri, violão e vocal), Ewerton de Lima Silva (guitarra solo), Leandro da Silva Monteiro (bateria), José Gilson (Ninho) (teclados), Daniel Nunes (baixo) e Lucas Natureza Berimbau (efeitos). O show tem direção e roteiro da banda e do compositor e violonista Chico Elpídio. O poema Manifesto Sururu, de Edson Bezerra, será lido durante o espetáculo.

Afirmando-se como “instrumento de propagação do amor e da paz”, a Freedom Songs foi criada em 2012, com influências do reggae roots jamaicano e de ritmos afro-brasileiros como a capoeira, o maracatu e o afoxé. O grupo já havia participado do “Quinta no Arena”, no ano passado, homenageando o poeta Jorge de Lima.