Cultura

Nona edição da 'Bienal Internacional do Livro de Alagoas' acontece nas ruas, praças e prédios históricos do Jaraguá

Evento literário promovido pela Ufal acontece a partir desta sexta-feira (1º.), seguindo até o dia 10; atrações como saraus, lançamentos e debates são gratuitos

01 de Novembro de 2019, 08:40

Da Redação

Consolidada como o maior evento literário, cultural e social do Estado, a “Bienal Internacional do Livro de Alagoas” chega à nona edição a partir desta sexta-feira (1º.), encerrando no domingo (10). Trata-se de uma realização da Universidade Federal de Alagoas (a Ufal), por meio de sua editora, a Edufal. “É a única universidade pública brasileira que realiza uma bienal do livro totalmente gratuita, sem cobrança de ingresso e sem fins lucrativos”, destaca o site da universidade. Com mais de 100 atrações, nos formatos de palestras, conferências, bate-papos, oficinas, seminários, mesas-redondas, a “9ª. Bienal Internacional do Livro de Alagoas” ocorrerá na capital, no bairro central do Jaraguá, com atividades acontecendo em prédios históricos, praças e na rua Sá e Albuquerque.

O tema desta edição é “Livro Aberto: Leitura, Liberdade e Autonomia”. A ideia, de acordo com o noticiário da Ufal, é pôr em evidência “a importância da leitura como ferramenta de autonomia e de liberdade, que dá voz e visibilidade a quem precisa”.

Vencedor do prêmio Jabuti, José Roberto Torero é um dos convidados

Produtora cultural do evento, Carol Almeida explica que “as atividades foram selecionadas de acordo com o tema”. “Procuramos diversificar ao máximo a programação, para atender aos mais diversos públicos. Serão oficinas com temas desde literatura à fotografia; mesas-redondas debatendo a violência contra a mulher e educação popular.”

A drag queen Nastasha Wonderfull está na programação

Dentre os nomes convidados, destacam-se o escritor carioca Geovani Martins e a escritora paulista Aline Bei, “dois dos principais nomes que despontaram recentemente na cena literária brasileira”. Outras atrações são as escritoras Jarid Arraes e Amara Moira; o músico e escritor Zeh Gustavo; Gustavo Lacombe, escritor que despontou no cenário literário via redes sociais; monja Cohen, missionária autora de diversos livros sobre espiritualidade e pensamentos filosóficos; a jornalista e mestra em políticas públicas Manuela D’Ávila, candidata à vice-presidência do Brasil em 2018; a jornalista e quadrinista Helô D’Angelo; Lola Aronovich, autora do blog Escreva Lola Escreva, bem sucedido veículo feminista da rede, e o vencedor do prêmio Jabuti José Roberto Torero.

“Entre as atrações locais”, informa o site da bienal, “muitas delas selecionadas na ‘Chamada Pública’ lançada no início de agosto, pesquisadoras, atrizes e atores, escritores e escritoras como Benedito Ramos; Edilma Acioli Bonfim; Enaura Quixabeira; Alberto Rostand Lanverly, atual presidente da Academia Alagoana de Letras (AAL); Isvânia Marques, Maria do Socorro Lamenha; Otávio Cabral e Erom Cordeiro”.

Artistas, poetas e escritores locais também realizarão, dentro da programação do evento, saraus em homenagem a escritores, shows e performances como a que promete a drag queen Natasha Wonderfull.

Veja aqui a programação completa.