Turismo em Pauta

Salvador continua sendo um dos destinos mais procurados por turistas do mundo inteiro

Com rico potencial turístico, artístico e cultural, a capital baiana reserva opções infalíveis (e encantadoras) para seus visitantes

17 de Dezembro de 2019, 09:44

Ivaldo Pinto é jornalista

Pense numa cidade limpa, bem cuidada, povoada por pessoas alegres, de bem com a vida e festeiras. Trata-se de Salvador, capital da Bahia, que se destaca pela arquitetura colonial portuguesa, gastronomia, música, religiosidade, cultura afro-brasileira e pelo Carnaval, a mais popular entre as festas brasileiras. É um dos destinos mais procurados por turistas do mundo inteiro.

Praia da Pituba a dez km do Centro: região bem servida de restaurantes, bares e hotéis

Fundada por Thomé de Souza, então governador-geral do Brasil, em 1549, Salvador foi a primeira capital do Brasil e se transformou, ao longo dos anos numa atraente metrópole, que abriga museus, fortes, igrejas, conventos dos séculos 17 e 18, praças, mercados, marinas, casarões antigos e palácios. Salvador é, atualmente, uma das maiores cidades brasileiras, cuja população estimada é de 2.872,347 habitantes (IBGE/2019), sem contar com a área metropolitana, que dá um total de 3.919,453 habitantes.

Mercado Modelo: mais de 250 lojas, artesanato e deliciosa culinária baiana

Na capital baiana, o clima é de eterno verão, ideal para férias saudáveis e revigorantes. Cidade cosmopolita, contemplada pela Natureza com um extenso litoral são 50 quilômetros de praias que atendem a todos os gostos. Uma curiosidade: apenas a praia do Porto da Barra fica localizada na Baía de Todos os Santos; as demais são banhadas pelo Oceano Atlântico.

Salvador é uma festa. Na orla marítima e em outros pontos da cidade alta e da cidade baixa, há locais para divertimentos, seja numa balada, show artístico, teatro, cinema, restaurante ou barzinho.  Nos bairros do Rio Vermelho, Pituba e Itapoã, por exemplo, há boas opções para divertimentos.

Igreja NS do Bonfim na península de Itapagipe: vá e pegue sua fitinha colorida do Bonfim

Hospedagem não é problema. As unidades hoteleiras de Salvador estão cuidadosamente integradas na paisagem. A escolha fica por conta de cada um, seja em hotel, pousada, hostel ou apartamento de aluguel por temporada,  na movimentada orla marítima, no centro ou em locais mais afastados.

 

Pelourinho, com restaurantes e barzinhos: ao fundo Igreja e Convento de São Francisco

O turismo cultural e religioso também são destaques na capital baiana, tanto no centro como em outras partes da cidade. No bairro Pelourinho, por exemplo, com suas vielas, ruas e casarões coloridos, há teatros, museus, igrejas barrocas, conventos, monumentos, lojinhas de artesanato, restaurantes, bares e outros tipos de estabelecimentos comerciais. É um dos locais mais visitados por turistas na capital baiana.

Elevador Lacerda faz o transporte da cidade alta à cidade baixa: cartão-postal da capital baiana

No Pelô, como é carinhosamente chamado, acontecem com frequência manifestações culturais e apresentações artísticas, para entreter nativos e turistas. O bairro foi tombado, em 1985, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.

Contato: Ivaldopintodebarros@hotmail.com