Especial

Laboratório de Estudos Ambientais do IMA averigua a qualidade da água em todo o Estado

Técnicos medem o índice de poluição em todo litoral alagoano, apontando as praias balneáveis e não balneáveis; relatório é publicado semanalmente

16 de Março de 2020, 00:27

Da Redação

Diariamente, técnicos do Instituto do Meio Ambiente (o IMA) analisam amostras de água de mares, rios e poços de diversos municípios para averiguar a qualidade dessas águas. O Laboratório de Estudos Ambientais, responsável por essas ações, de acordo com a comunicação do instituto, “é um setor de atividade fundamental”. “O laboratório”, destaca o informativo enviado à Redação, “também é responsável pelo relatório de balneabilidade das praias do Estado, divulgado semanalmente para a população.”

Composto por uma equipe de 13 profissionais, o Laboratório de Estudos Ambientais, de acordo com a direção do IMA, “agrega credibilidade, considerando a demanda de análise de amostras externas”. “Temos clientes externos que solicitam nossos estudos para determinar o monitoramento em estações de tratamento, controle de efluentes e outras atividades”, afirma Rosicleide Lessa, supervisora do setor.

Laboratório de Estudos Ambientais do IMA tem atividade diária para medir poluição das águas

Para a técnica, o laboratório “também exerce papel importante na investigação de infrações ao meio ambiente, tais como descarte de resíduos líquidos no Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba, que está inserido na APA do Catolé e Fernão Velho.

“A credibilidade do setor resulta com que comumente as suas funções também sejam solicitadas para produzir provas em investigações do Ministério Público”, indica Rosicleide Lessa.

Outra informação importante recolhida dessas ações diárias do IMA é o relatório de balneabilidade, publicado no site do instituto todas as sextas-feiras. “O boletim periódico apresenta um estudo abrangente, considerando toda a extensão litorânea do Estado através de 65 pontos de coleta”, destaca o press-release do IMA. “O material colhido é levado à divisão de microbiologia do Laboratório de Estudos Ambientais. As amostras de água são induzidas à cultura de Escherichia coli, bactéria presente nas fezes humanas e animais. Através deste procedimento, pode-se constatar se a praia é apropriada para banho. O laboratório monitora, também, os níveis de PH e salinidade, na divisão de fisicoquímica.”