Especial

Programa ambiental com apoio da Braskem realiza exposições e debates no Centro de Convenções

Evento reuniu educadores, gestores e representantes da sociedade civil

27 de Julho de 2018, 13:36

 
O Centro de Convenções, em Maceió, foi palco, nesta quinta-feira (19), da 7a edição do Encontro de Gestores Públicos e da 5a Mostra e Amostra de Trabalhos em Educação Ambiental, ambos promovidos pelo Programa de Educação Ambiental Lagoa Viva.
 
O evento dois-em-um teve como principais objetivos o debate dos temas relacionados às questões socioambientais, com ênfase na organização e interação de práticas sustentáveis, e a difusão, em amplos segmentos sociais, de conhecimento e experiências relacionadas às questões ambientais em Alagoas. Participaram representantes das diversas regiões do Estado, divididas da seguinte forma: Zona da Mata, Agreste, Caatinga, Sul, Litorânea e Costeira. Fizeram-se presentes 33 municípios alagoanos.
 
Foram discutidos temas como a importância da educação ambiental na sociedade, comprovada pela atuação do Instituto Lagoa Viva. A coordenadora de Educação Ambiental do Lagoa Viva, Josileide Gomes, apresentou o assunto. A relação da indústria com o plástico e desenvolvimento sustentável foi outro assunto que esteve em debate – este apresentado pelo gerente de relações institucionais da Braskem, Milton Pradines.
 
Também participaram educadores e alunos da rede pública e particular de ensino, gestores públicos, técnicos de secretarias estaduais e municipais, além de outros representantes da sociedade civil organizada em comunidades, associações, sindicatos, empresas e ONGs.
 
“A educação ambiental é um dos pilares para a construção de uma sociedade sustentável”, defendeu a coordenadora do Instituto Lagoa Viva, Josileide Gomes, avisando, entretanto, que este é apenas um aspecto da questão. “Temos de aliar políticas públicas, como a política nacional de resíduos sólidos, que está em debate, e a própria indústria. A participação da sociedade é essencial.”
 
Lagoa Viva
 
Criado em 2001, o Programa de Educação Ambiental Lagoa Viva surgiu da preocupação com o nível de degradação ambiental em que se encontrava o chamado Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba (Celmm), afetando drasticamente as comunidades no entorno,  reduzindo formas de vida das espécies, da fauna e da flora, e prejudicando também atividades de pesca e de turismo da região. 
 
Dentro dessa perspectiva de responsabilidade social, a Braskem – localizada no contexto geográfico das lagunas – tomou a iniciativa de desenvolver um programa de Educação Ambiental em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió, Secretaria de Estado da Educação e as comunidades do entorno das lagunas. O objetivo é minimizar os impactos ambientais ali observados.
 
Nos últimos anos, o programa desenvolveu-se para além das lagunas, alcançando as regiões de caatingas, da mata e litorâneas Sul e norte. Hoje, o programa atinge 41 municípios e toda a capital de Alagoas.