Especial

Festival da Lagosta faz a festa do famoso crustáceo na orla de Maragogi

Iguarias serão servidas ao público, a partir deste sábado (9), na Arena Gastronômica montada na praça de Eventos, em Maragogi

27 de Julho de 2018, 13:36

Começa neste sábado (9), o Festival da Lagosta de Maragogi e Japaratinga, cuja abertura oficial ocorrerá às 22h, com uma apresentação do cantor cearense Santanna, na praça de Eventos, na orla de Maragogi. O evento reunirá 14 restaurantes e pousadas de Maragogi e Japaratinga, que inventaram receitas, à base de lagosta, claro, especialmente para o festival. Os pratos terão descontos de até 40% até o dia 15, próxima sexta-feira, quando se encerrará o festival, com o show da cantora (de Maceió) Wilma Araújo.

“Nossa expectativa sobre esse 4o Festival da Lagosta é alta. Tanto para os empresários que acreditaram no evento, pois esperamos que eles fiquem satisfeitos, quanto para os turistas com os nossos serviços”, diz a secretária de Turismo de Maragogi, Mariana Gorenstein.  

A novidade este ano é a Arena Gastronômica montada na praça de Eventos. Ali, os 14 estabelecimentos que participam do festival, entre hotéis, pousadas e restaurantes de Japaratinga e Maragogi, montaram tendas para as degustações dos pratos criados pelos chefes de cozinha das duas cidades.

O chefe Iran Cavalcante, proprietário da Companhia da Lagosta em Japaratinga, diz que o evento traz uma movimentação para a região que, segundo ele, atualmente, ainda está “fraquinha”. Cavalcante apresentará uma lagosta com camarão “bem regionalizada”.

“É uma homenagem a minha pousada Vila de Taipa, que aparece no nome do prato: ‘Lagosta Lampião e Maria Bonita em Pousada Vila de Taipa’.”

Na receita vem macaxeira, azeite de dendê e, sim, manteiga. Cavalcante aproveita para divulgar a ampliação da pousada (ao lado do restaurante, no povoado Barreiras de Boqueirão), que terá mais três suítes presidenciais e “mais três suítes másters com hidromassagem”. “Toda movelaria é diferenciada”, avisa o proprietário, informando que a inauguração ocorrerá no dia 20 de dezembro.

Pratos especiais foram criados para o festival

O chefe holandês Sandrin, da pousada Praiagogi, na praia do Camacho, em Maragogi, não participará, dessa vez, da rodada de criação de pratos para o festival. “Este ano não deu. Abrimos uma nova empresa e estamos nos concentrando nessa coisa”, diz o chefe, que, de qualquer modo, não ficou de fora da programação. Ele dará uma aula-show, também na praça de Eventos, nesta terça-feira (12).

“Eu queria participar de alguma forma e aceitei o convite de dar essa aula. Mas não decidi ainda o que vou fazer. Eu estava indo para cozinha fazer uns testes”, diz Sandrin, ao telefone, no final da tarde desta sexta-feira (8).

Quanto à nova empresa, ele promete para dezembro a inauguração de uma nova pousada, que receberá crianças (a Praiagogi é somente para casais ou adultos sem filhos). O nome, Little Praiagogi, por si só já sinaliza aos pequerruchos. “O projeto é receber famílias com os pequenos, já que não recebemos na Praiagogi. Serão apartamentos de alto luxo, especializado para receber famílias. Mas serão apenas três apartamentos”, explica Sandrin, lamentando a transferência da data do Festival da Lagosta para o mês de novembro. “Sempre foi na baixa temporada, e esse era o objetivo: movimentar a estação de menor fluxo de turistas. Mas este ano decidiram realizá-lo em novembro. Eu entendo o esforço da equipe, mas para mim não deu. Espero poder participar no ano que vem.”

O “esforço”, diga-se, para a realização deste já consagrado Festival da Lagosta, é das prefeituras de Maragogi e Japaratinga e da Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau, associação que reúne empresários da área gastronômica e de hotelaria de Maragogi e Japaratinga.  O evento tem o apoio da Secretaria de Estado do Turismo.