Especial

Sebrae estimula o empreendedorismo sustentável entre alunos do ensino fundamental e realiza feira em novembro

No dia 26 de novembro, em Maceió, serão realizadas a Feira Jovem Empreendedor e a Mostra de Ideias Sustentáveis

27 de Julho de 2018, 13:36

O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (o Sebrae), seção Alagoas, promove a 1a Feira Jovem Empreendedor e a Mostra de Ideias Sustentáveis, que ocorrerão em 26 de novembro, no Espaço Multieventos do Ginásio do Sesi, em Maceió, no bairro do Trapiche. A iniciativa do evento surgiu com as atividades do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), que adota uma prática educacional buscando estimular a visão empreendedora nos estudantes. 

A semana JEPP acontece quinzenalmente. As turmas definem um dia para trabalhar, com oficinas e módulos dirigidos aos diferentes níveis de idade e escolaridade dos estudantes. No final dos trabalhos, ocorre a “Mostra de Ideias Sustentáveis”, expondo as ideias e criações desenvolvidas em sala de aula. 

De acordo com a assessoria do Sesi, 1.067 estudantes de 32 turmas do 1o ao 9o ano foram beneficiados com o programa, sendo a Escola Sesi Abelardo Barbosa a pioneira na implantação do método pedagógico, após o período de capacitação dos professores. “Os eixos centrais do JEPP – estímulo ao comportamento empreendedor e a orientação para o plano de negócios – são trabalhados na abordagem de quatro temas: cultura da cooperação e da inovação, ecossustentabilidade, ética e cidadania”, informa a Comunicação do Sebrae-AL. 

Os trabalhos dos estudantes focando negócios sustentáveis serão comercializados em estandes deste primeiro evento, reunindo a Feira Jovem Empreendedor e a Mostra de Ideias Sustentáveis. Os estandes serão batizados com os nomes das oficinas específicas: “O Mundo das Ervas Aromáticas”, “Temperos Naturais”, “Oficina de Brinquedos Ecológicos”, “Locadora de Produtos”, “Sabores e Cores”, “Ecopapelaria”, “Artesanato Sustentável”, “Empreendedorismo social” e “Novas ideias, grandes negócios”. Os professores não ficarão de fora, e vão poder vender os produtos criados na capacitação. 

A analista da Unidade de Capacitação Empresarial do Sebrae-AL, Isabel Barcellos, diz que “os eventos e o JEPP são importantes para a formação de futuros empreendedores, que podem trabalhar em equipe e com foco na inovação e na disseminação da cultura empreendedora”.

De acordo com Isabel, para que o projeto possa ir adiante, o JEPP precisa contar com um “total envolvimento dos pais e familiares dos alunos”. “Isso gera um verdadeiro intercâmbio da escola com a comunidade. Que esse exemplo da Escola Sesi sirva para sensibilizar outras escolas públicas e privadas a estimularem práticas empreendedoras e sustentáveis”, afirmou a analista.