Especial

'Carnaval de Edécio Lopes' dá início à temporada de festas carnavalescas

O produtor e carnavalesco Dinho Lopes fez o lançamento do baile que marcará o início das festas de Momo

27 de Julho de 2018, 13:36

O Carnaval começou. Nesta quinta-feira (9), o carnavalesco Dinho Lopes – filho do grande Edécio Lopes (1933-2009) – deu o primeiro passo. Reuniu os amigos, a imprensa e outros carnavalescos para fazer o lançamento do baile “O Carnaval de Edécio Lopes”, que abrirá a maratona carnavalesca em Maceió, já no dia 25 de janeiro. Pela prévia desta quinta, na cachaçaria Água Doce, com direito a muito samba e frevos clássicos de Edécio Lopes perpetrados por Igbonan Rocha, a edição 2014 do baile do Edécio vai abrir o Carnaval com estilo e vibração impagáveis.

“A programação deste ano vai privilegiar a cultura”, pontificou o dono da festa Dinho Lopes. “Neste terceiro ano, vamos começar o baile com o maracatu do Baque Alagoano, às 22h, seguido pela Orquestra Alagoana de Frevo, do maestro Almir Medeiros, que subirá ao palco às 23h. Depois disso, das 2h da madrugada até o amanhecer, o Carnaval fica por conta de Igbonan Rocha e o Samba de Nego.”

Radialista Floracy Cavalcante: amiga da família de longa data

Animado pela homenagem da prefeitura de Maceió ao mestre radialista – cujo Carnaval este ano se chamará “Nas Ondas do Edécio” –, Lopes lembrou que o objetivo do baile é “perpetuar” o trabalho realizado pelo pernambucano Edécio Lopes à frente dos carnavais maceioenses, divulgando o frevo no programa que comandava na rádio Difusora e compondo músicas carnavalescas como a hoje clássica “Cidade Sorriso”.

É o terceiro “Carnaval de Edécio Lopes”, que este ano ocorrerá no Jaraguá Tênis Clube, com patrocínio das Casas Guido, Nova Schin, Odonto Serv e Pitu Gold. “Também estamos contando com o apoio da Fundação Municipal de Ação Cultural, a Fmac”, complementou o carnavalesco.

Colega de Edécio na rádio Difusora, Floracy Cavalcante costumava chamar o radialista de “pernamboano”.  “É uma mistura de pernambucano com alagoano”, avisou a comunicadora, lembrando a euforia carnavalesca do amigo. “Ele fez muito pelo nosso Carnaval. Um mês antes, ele já estava tocando frevo e fazendo audições especiais do programa. Eu sinto muita falta dele. Ele animava todo mundo, bolia com a gente e os nossos corações.”

Igbonan Rocha disse que está preparando um repertório “diferente” do que apresentou nos outros dois bailes do Edécio. “Nos anos anteriores era só samba. Este ano, estou incluindo marchas e frevos, especialmente aqueles compostos por Edécio Lopes, como ‘Lembra de Mim’ e ‘Cidade Sorriso’. Estou fazendo uma pesquisa para montar esse repertório, com os clássicos de Edécio e do Carnaval, como ‘Bandeira Branca’, ‘Máscara Negra’. Também faremos todo um repertório de frevos tradicionais de Pernambuco, as pessoas vão se surpreender”, desafiou o cantor.