Especial

Governo inaugura Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Coruripe

Será o primeiro serviço de ressonância magnética do interior do Estado

27 de Julho de 2018, 13:36

CORURIPE – O governo do Estado inaugura no município, nesta terça-feira (21), a primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Intra-hospitalar tipo 3 de Alagoas. De acordo com a agência de notícias do governo, a unidade dispõe de estrutura completa, capaz de oferecer o primeiro serviço de ressonância magnética do interior do Estado. A inauguração no hospital Carvalho Beltrão, no centro de Coruripe, conta com a presença do governador Teotonio Vilela Filho, do secretário de Estado da Saúde, Jorge Villas Bôas, e do diretor geral da unidade hospitalar, Francisco Carvalho Beltrão.

A Agência Alagoas informou que, para disponibilizar os serviços aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), foram investidos R$ 5 milhões e 500 mil na obra. Ao governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), caberá a habilitação desses serviços junto ao Ministério da Saúde, assegurando o repasse de recursos.

“Desse modo”, assinala o secretário Jorge Villas Bôas, “evitamos que os pacientes se desloquem para Maceió e venham a migrar para o HGE [Hospital Geral do Estado], superlotando a unidade e dificultando a prestação de um serviço de qualidade e humanizado.”

O diretor geral do hospital Carvalho Beltrão, Francisco Beltrão, declarou ao informativo do governo que a UPA de Coruripe será a primeira intra-hospitalar do Brasil e que, além de funcionar 24 horas, a unidade irá dispor de consultórios, salas de raios-X, sutura, gesso, inalação, aplicação de medicamentos e eletrocardiografia, farmácia, laboratório de exames e leitos de observação.

“Construímos uma unidade com padrão de excelência e que será referência de qualidade e agilidade no atendimento. O nosso diferencial será que a UPA irá funcionar dentro do hospital e, caso o paciente apresente algum agravamento do quadro clínico, já estará cercado de todo o aparato que uma unidade hospitalar oferece”, destacou o diretor geral do hospital de Coruripe.