Especial

Prefeitura inaugura Galpão de Triagem de Resíduos Recicláveis no bairro de Benedito Bentes

Iniciativa da prefeitura será gerenciada por cooperativa; Ministério das Cidades e Caixa subsidiam projeto

27 de Julho de 2018, 13:36

O prefeito Rui Palmeira inaugurou na manhã desta sexta-feira (14), no bairro de Benedito Bentes, o Galpão de Triagem de Resíduos Recicláveis, com estrutura e qualidade – segundo a Comunicação do município – “adequadas para o trabalho dos catadores de materiais recicláveis”. O local é classificado pela prefeitura como “um passo importante no avanço da política de resíduos sólidos dentro do município”.

Na cerimônia de inauguração, Palmeira assinou o termo de cessão do galpão para a Cooperativa de Recicladores de Alagoas (Cooprel). Projeto da Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum), o novo espaço recebeu recursos do Ministério das Cidades, da Caixa Econômica Federal (CEF) e teve apoio da indústria de petroquímicos Braskem.

“A coleta seletiva é uma questão cultural e é papel dos municípios criar mecanismos para gerar essa consciência na população. Cabe ao município estimular a coleta seletiva. Papelão não é lixo, alumínio não é lixo, garrafa pet não é lixo, vidro não é lixo. Tudo isso é riqueza e dinheiro desperdiçado, é material que deve estar aqui gerando renda para vocês. Acreditamos que a partir deste galpão, a realidade vai começar a mudar”, declarou o prefeito após o descerramento da placa oficial. Ele disse que “mais do que a estrutura física, os 650m² de área interna do galpão representam um mecanismo de fomento à geração de renda, inclusão social e consciência ambiental”.

O vice-prefeito Marcelo Palmeira declarou que o projeto leva "dignidade a quem trabalha com reciclagem", diminuindo custos, gerando renda e investiindo "em políticas públicas ligadas a essa questão do lixo”. Gustavo Novaes, superintendente da Slum, afirmou que "este é apenas o pontapé inicial para a implantação da coleta seletiva de maneira efetiva em Maceió”. “Além disso", comentou, "estamos estruturando esta cadeia produtiva. A inauguração desta unidade abre uma série de investimentos e ações. Tudo isso deve levar dignidade e condições de trabalho a quem tira da catação dos resíduos o seu sustento."

O site da prefeitura informa que mais de 50 cooperados serão beneficiados, atuando diretamente no galpão. “Destes, 14 vieram do antigo lixão da capital, desativado em 2010, e os outros 41 são catadores que moram no complexo Bendito Bentes.” 

O Galpão de Triagem de Resíduos Recicláveis será gerenciado pela Cooprel, cuja presidente, Maria José dos Santos, disse estar “muito feliz”. “Eu espero que, realmente, esse espaço novo traga mais renda e oportunidades para todos nós catadores e que a população, os empresários e todo mundo se conscientize e separe seu lixo”, declarou.

O diretor de Relações Institucionais da Braskem, Milton Pradines, observou a “qualidade estrutural” do espaço que, segundo ele, “não deve em nada” ao que já visitou em outros Estados. “Com essa iniciativa, será possível tirar o lixo da rua e transformá-lo em renda, possibilidades e cidadania. Assim, todos saem ganhando: a iniciativa privada, o município, a população e os cooperados.”