Especial

Usuários discutem na rede social as mudanças no trânsito da capital decorrentes da 'faixa azul'

Objetivo é melhorar o fluxo dos ônibus na capital; a partir de 10 de março, infratores serão autuados

27 de Julho de 2018, 13:36

Mesmo antes da implantação, nesta segunda-feira (17), da faixa exclusiva para os ônibus, usuários do transporte público e condutores de veículos já discutiam o assunto na rede social. No Facebook, foi criada a hastag “faixa azul” (#faixaazul), em que os usuários emitem opiniões sobre a novidade no trânsito da capital.

A chamada “faixa azul” vai da avenida Tomás Espíndola, no bairro do Farol, até a rotatória da Polícia Rodoviária Federal, no Tabuleiro dos Martins. A novidade faz parte de uma série de investidas da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) para melhorar a mobilidade urbana nas principais vias da capital.

O estudante de Direito Kadualan Vieira afirma que a medida adotada pela SMTT é paliativa. “A maioria das pessoas respeitaram a faixa, mas não houve mudanças significativas no trânsito.” 

Já o gerente financeiro Dennes Oliveira observa que o tempo de viagem nos ônibus diminuiu. “Pela manhã, fui trabalhar de carro, e o trânsito estava um pouco lento. Na volta, de ônibus, foi bem rápido. Em menos de 15 minutos fui do Farol até o Jardim Petrópolis.”

No maior grupo do Facebook sobre o assunto, “Trânsito na Capital”, com mais de 74 mil membros, foi feita enquete para saber se as pessoas eram contra ou a favor da implantação da faixa. Até o fechamento desta matéria, 36 usuários responderam que eram contra e 83 responderam ser a favor.

A primeira fase de implantação da faixa azul, de acordo com Comunicação da SMTT, é a de adaptação. O objetivo principal nesta etapa é orientar os motoristas sobre as alterações feitas nas avenidas. A partir do dia 10 de março, prazo estipulado pela SMTT para finalizar a instalação de guaritas de apoio e câmeras para fiscalização, serão aplicadas multas para quem desrespeitar a faixa.

Acidente na faixa

Ainda na tarde desta segunda-feira, foi registrada uma colisão entre um carro particular, que tentava fazer uma conversão brusca à direita sem acessar a faixa azul, e um ônibus que seguia no corredor exclusivo. 

O carro levou uma pancada na traseira e na lateral direita, rodou na pista e invadiu a calçada, arrancando um poste com a placa indicativa do nome da rua.