Lugares

Decreto do governo do Estado cria a Estrada Parque/ Rota Ecológica para atrair mais turistas para o litoral Norte

Trecho da rodovia AL-101 Norte entre os municípios de Passo de Camaragibe e São Miguel dos Milagres receberá melhorias

27 de Julho de 2018, 13:36

O trecho da rodovia AL-101 Norte a partir de Barra de Camaragibe (no município de Passo de Camaragibe, a 70 km de Maceió) até o município de Porto de Pedras – distante 110 km da capital – passa a ser chamado Estrada Parque/ Rota Ecológica, com a publicação no Diário Oficial, nessa quarta-feira (23), de um decreto do governo do Estado. A medida governamental estabelece que a rodovia receberá melhorias como obras de saneamento, canteiros, jardins, áreas de convivência e mirantes.

O governo observa no decreto que nas praias da região multiplicam-se eventos turísticos que atraem visitantes de todo o Brasil e, também, de outros países. Afirma, ainda, que esses eventos “têm grande repercussão no desenvolvimento econômico e social do litoral Norte”. De acordo com a Secretaria de Estado do Turismo (a Setur), caberá ao Departamento de Estradas de Rodagem (o DER) sinalizar o trecho com placas indicativas.

“O litoral entre Passo de Camaragibe e Porto de Pedras é reconhecido pela exuberante beleza natural”, destaca a Comunicação da Setur, lembrando que as praias da região, entre os municípios de Passo do Camaragibe e São Miguel dos Milagres (Marceneiro, Porto da Rua, Patacho, praia do Toque) estão entre "as mais bonitas do Estado", sendo procuradas por visitantes brasileiros e estrangeiros.

“É possível, ainda, fazer um passeio de barco pelo rio Tatuamunha e ver de perto a vegetação de mangue e o santuário de reabilitação do peixe-boi”, informa a Setur, destacando empreendimentos hoteleiros na região, chamados “pousadas de charme”, que oferecem um alto padrão de conforto. “São estabelecimentos com poucos quartos, serviços exclusivos, restaurantes abertos 24 horas e banheiras de hidromassagem à beira-mar, entrem outros mimos”, afirma a secretaria.

Outra justificativa para o decreto, apontada pelo governo, é a invasão de “milhares de pessoas" em busca de diversão no final do ano, quando é realizado – já pelo quarto ano consecutivo –, no município de São Miguel dos Milagres, a badalada festa de réveillon “Tamo Junto”, que acontece entre os dias 27 de dezembro e 1o de janeiro.