TV Boreal

'Sócrates' aborda o cotidiano de um garoto da periferia

Órfão, filho de faxineira, rapaz busca sobreviver em meio ao caos de uma vida que não oferece oportunidade a pessoas como ele; nesta sexta-feira (27), no Canal Brasil

27 de Março de 2020, 09:48

Da Redação

“Sócrates”, longa-metragem de Alex Moratto, que estreou nessa quinta-feira (26), no Canal Brasil, será reprisado nesta sexta (27), às 18h10; nesse sábado (28), às 7h30; na segunda-feira (30), às 14h55, e na terça (31), às 10h20.

“Na produção dirigida por Alex Moratto, Sócrates (Christian Malheiros) é um jovem da periferia de Santos que tem uma rotina atribulada”, destaca o informativo do Canal Brasil enviado à Redação. “A mãe, uma faxineira de origem humilde, morreu recentemente, deixando-o sem qualquer meio de subsistência. Sem dinheiro, menor de idade e com nenhuma qualificação, o adolescente tenta sobreviver em meio ao caos, fazendo o melhor que pode com pouquíssimo recurso. Ele bate em diversas portas à procura de emprego, pede ajuda às poucas pessoas a quem pode recorrer e inventa formas de arrecadar uma grana. Para complicar ainda mais sua situação, o rapaz sofre homofobia quando começa um relacionamento fugaz e violento com Maicon (Tales Ordakji), um colega de trabalho.”

Boa pedida para esse período de quarentena, o filme de Moratto, atesta o press-release da emissora, “traz um protagonista em queda livre, com necessidade imediata de colher os fragmentos despedaçados da sua vida”. “Sócrates é um espelho dos efeitos da desigualdade: não consegue estudar, por consequência não tem acesso a empregos dignos e com remuneração suficiente para sobreviver. Sozinho no mundo, o rapaz vai precisar de muita inteligência e vontade de viver para superar os dilemas de sua nova vida.”

A classificação do filme é 16 anos.