Promoções

Festival Carambola, que retornará no segundo semestre, abre lojinha virtual

Objetivo é ajudar artistas e técnicos que estão sem o mercado de eventos para trabalhar; produtora Lili Buarque diz que a intenção é 'ajudar uns aos outros'

17 de Abril de 2020, 10:21

Da Redação

Com o adiamento da quarta edição do Festival Carambola – por conta da expansão do novo coronavírus em nosso Estado –, a produção do evento (que estava marcado para março e deve acontecer no segundo semestre de 2020) abriu loja virtual para venda de CDs, camisetas, obras de artistas visuais e outros objetos com o intuito de “ajudar centenas de artistas que foram afetados pela pandemia em curso”.

“A chamada Lojinha Carambola, que já esteve presente de forma itinerante em outras edições do festival, agora se apresenta em formato online”, destaca o informativo enviado à Redação. O e-commerce funcionará no site oficial do Festival Carambola, seguindo até o período final de quarentena.

Cantora e produtora Lili Buarque: 'Essa decisão veio do coração'

“Os fundos arrecadados serão 100% destinados aos trabalhadores do setor cultural que estão passando por dificuldades nesse momento”, explica o press-release, observando que “músicos, técnicos, roadies, carregadores e artistas de outras linguagens culturais ficaram sem trabalho”. “E consequentemente sem uma forma de se manter e garantir o sustento de suas famílias.” 

Para a organizadora do festival, a cantora e compositora Lili Buarque, “essa decisão veio de coração para ajudarmos uns aos outros”. “Com a venda dos itens no site pretendemos dar um apoio a aqueles que, em dias comuns, são nossos braços e pernas – a maioria profissionais de backstage que fazem o Carambola acontecer do jeito que é e tanto amamos.”

A produção informa que os itens disponíveis na lojinha foram “amorosamente doados por vários artistas alagoanos”. “São camisas, obras de arte, canecas personalizadas, almofadas e discos, entre outros produtos.”

Para acessar e contribuir com o projeto, clique aqui.