Cultura

Diretoria de Teatros do Estado produz video para comemorar o Dia Alagoano do Teatro

Instituição entrevistou atores e diretores para celebrar o 14 de maio, aniversário de nascimento da atriz Linda Mascarenhas (1895-1991)

14 de Maio de 2020, 17:23

Da Redação

A Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (a Diteal) comemora nesta quinta-feira (14) o Dia Alagoano do Teatro. “Não é uma data meramente comemorativa”, explica o informativo da instituição enviado à Redação. “Trata-se de um momento oportuno para destacar uma figura importante nas artes cênicas de Alagoas, Linda Mascarenhas, enaltecer o seu legado e reforçar que a sua luta pela valorização do teatro de Alagoas e de seus artistas, do passado e do presente, não ficou para trás – permanece atual e vem, ao longo dos anos, promovendo uma programação que inclui a realização de espetáculos locais e atividades formativas para os profissionais da área.”

De acordo com a Diteal, um projeto “com esses propósitos” para o ano de 2020 precisou ser cancelado por conta da pandemia do coronavírus. “A equipe teve de se reinventar e produziu um vídeo institucional para que a data não passe em branco. E que a bandeira da valorização da arte e da cultura da nossa terra seja levantada.”

Linda Mascarenhas (em pé) rodeada de atores no Teatro Deodoro

O Dia Alagoano do Teatro foi instituído em 2001, sempre comemorado no dia 14 de maio, aniversário de Linda Mascarenhas. Atriz, dramaturga, professora e ativista cultural, Linda é o grande ícone do teatro alagoano. Fundadora da Associação Teatral das Alagoas (a legendária ATA) e da Associação dos Cronistas Teatrais de Alagoas.

Para a diretora presidente da Diretoria de Teatros do Estado, o Dia Alagoano do Teatro tem o objetivo “de incentivar a produção de Alagoas, democratizar os palcos, oferecer ações formativas, contribuir com a formação de plateia e, claro, homenagear Linda Mascarenhas”. “Lamentamos que este ano não seja possível realizar as atividades que tínhamos planejado para a data, mas o importante agora é cuidarmos da saúde. Temos a certeza de que os projetos serão concretizados na hora certa."  

O gerente artístico da Diteal Alexandre Holanda no vídeo produzido pela instituição

Apresentando no vídeo produzido pela Diteal um trecho da peça teatral que protagonizou em 2016, “Zelodaro come Pano”, de Sávio de Almedia, o ator Mauro Braga diz ser “muito importante” a união dos atores alagoanos. Sobre “Zelodaro”, dirigida por sua mulher, Ana Sofia, o ator e diretor veterano diz que a peça é uma “jóia rara” do repertório do grupo Cena Livre, que lidera desde os anos 1980. “Tenho uma enorme satisfação de fazer ‘Zelodaro come Pano’ e participar de todos os eventos da Diteal, como o ‘Teatro Deodoro é o Maior Barato’, ‘Quinta no Arena’ e tantos outros. O teatro vai sobreviver, sempre sobreviverá." 

Marcos Damaceno e Rosana Stavis iniciou projeto para estrear neste dia 14 no Deodoro

Para as comemorações deste ano, estava prevista a estreia de "O Homem ao Vento", do dramaturgo catarinense Marcos Damaceno. O espetáculo venceu o Prêmio Shell, tornando-se um texto de referência na dramaturgia brasileira contemporânea. “Para a formação do elenco, foi feita a Oficina Teatro Contemporâneo, nas comemorações dos 109 anos do Teatro Deodoro. Depois, foram realizadas leituras dramatizadas, das quais as atrizes e atores passaram por uma seleção. O segundo momento seria composto pelos ensaios, preparação corporal e vocal, que não chegou a acontecer por causa da pandemia. A estreia ocorreria neste dia 14 de maio”, informa a Diteal.  

O diretor carioca Lauro Gomes entre os alagoanos José Márcio Passos e Homero Cavalcante

"Falar do teatro alagoano sempre traz felicidade, lembranças de ótimos espetáculos que assistimos e peças que fizemos e apresentamos sempre com plateias cheias e vibrantes”, afirma Damaceno, lembrando “dos grandes profissionais” que conheceu em Maceió. “Alguns dos quais viemos a nos tornar bons amigos. Tem uma certa tristeza porque era para a gente estar agora em Maceió, no Teatro Deodoro, que é um dos mais importantes teatros do país, estreando nova montagem do espetáculo ‘Homem ao Vento’, com grandes atores e atrizes de Alagoas, de diferentes grupos e formações."

A atriz Rosana Stavis, mulher de Damaceno, parceira do diretor na Cia. Stavis-Damaceno, diz que o projeto iniciado no Teatro Deodoro “é importante na sua coragem e no seu ineditismo e pioneirismo. É um projeto lindo, sonhado, buscado e materializado pela Diteal."