Especial

Profissionais de medicina fazem protesto pacífico na Praia da Avenida

Neste domingo (21), às 9h, movimento Médicas e Médicos pela Democracia leva 50 cruzes pretas ao litoral no centro de Maceió, denunciando descaso do governo federal frente à pandemia de covid-19

21 de Junho de 2020, 09:03

Da Assessoria

Profissionais de saúde de Alagoas, do movimento Médicas e Médicos pela Democracia, participam de um ato simbólico na manhã deste domingo (21), a partir das 9h, na Praia da Avenida (Jaraguá), em frente à Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau), em Maceió. O grupo quer chamar a atenção da população e das instituições para as mortes evitáveis e para a negligência do governo federal frente à pandemia do novo coronavírus (sars-cov-2). Além disso, o ato ocorre em defesa do SUS e em solidariedade às famílias, amigos e colegas profissionais de saúde que morreram por covid-19.

As médicas e médicos levarão 50 cruzes pretas às areias da praia, onde serão fixadas, simbolizando os quase 50 mil mortos por covid-19 no Brasil. O protesto ocorre simultaneamente em diversas capitais brasileiras.

O Brasil é o segundo em número de casos e de mortes por coronavírus no mundo, além de ser o país com o maior número de mortes de médicas e médicos (139) e de enfermeiros e enfermeiras (190), de acordo com os dados do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) e do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).

O grupo reitera que não promoverá aglomeração com a manifestação pacífica e que os profissionais que participarão do ato foram orientados sobre a utilização de equipamentos de proteção, distanciamento e atenção ao próprio estado de saúde.

O ato é organizado pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares (RNMP), a Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia (ABMMD), a Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE), a Federação Nacional dos Psicólogos (Fenapsi), a Federação Nacional dos Nutricionistas (FNN), a União Nacional dos Auditores do SUS (Unasus) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Seguridade Social (CNTSS).