Especial

IMA atua como serviço essencial amparado em recursos tecnológicos

O Instituto do Meio Ambiente já vinha adotando a tecnologia para otimizar suas funções de órgão regulador de atividades que afetam o meio ambiente

23 de Junho de 2020, 14:55

Da Redação

Para além das descobertas do uso da tecnologia durante esse período de isolamento social, o Instituto do Meio Ambiente (o IMA) já vinha usando recursos tecnológicos, com o objetivo de otimizar suas funções e atendimento, desde o ano de 2015. Prestando um serviço essencial, o instituto continua atuando como órgão de regulação das atividades que afetam o meio ambiente, amparado por seus recursos tecnológicos.

Em informativo do IMA enviado à Redação, o diretor-presidente Gustavo Lopes diz que “o atual foco é virtualizar todos os processos”. “Entendemos que a tecnologia é parceira para o melhor andamento do serviço público. Todas essas frentes de trabalho, que iniciamos em 2015, se mostraram vencedoras agora nessa pandemia”, reconhece, afirmando que o instituto “tem uma ampla gama de serviços online”.

Boletins de infração, licenciamento, balneabilidade podem ser acessados na internet

“Todos os boletins de infração são recebidos pelo aplicativo IMA Denuncie”, relaciona Lopes. “O Portal Ambiental concentra os procedimentos necessários para solicitar licenciamento ou acompanhar processos de fiscalização. Alagoas também é o primeiro estado do Nordeste a aderir ao Sistema de Gerenciamento Online de Resíduos Sólidos.”

De acordo com o IMA, a população pode consultar dados geográficos na plataforma Imageo, assim como relatórios de queimada e a tabela de balneabilidade disponibilizada semanalmente. A flora alagoana também pode ser acessada digitalmente no acervo virtual do Herbário MAC.

“Estamos sempre em busca do que é inovador, do que facilita a vida da população. É bem provável que tenhamos mais novidades em breve”, sinaliza o gestor ambiental.