Cultura

Pedro Salvador lança 'Frutificações', EP instrumental ao vivo com voos psicodélicos e jazzísticos

Músico reuniu 'fragmentos' de gravação ao vivo, feita em outubro do ano passado no restaurante Zeppelin, em mais um petardo criativo acompanhado da banda Baga do Futuro

13 de Agosto de 2020, 14:18

 

Sebage Jorge/ Editor

O cantor, compositor e multi-instrumentista Pedro Salvador lança nesta quinta-feira (13) o EP "Frutificações", disponível em todas as plataformas digitais. Trata-se do registro de uma apresentação realizada por ele, acompanhado da banda Baga do Futuro, em outubro de 2019 no bar e restaurante Zeppelin em Maceió. Salvador diz que pegou “fragmentos” desse show, tornando-os peça única com duração de 14 minutos. É pedrada – sem trocadilhos com o nome do artista –, rock instrumental cheio de vibrações lisérgicas (a psicodelia de Salvador), com influências progressistas, jazzísticas, invariavelmente pesadas e viajantes. Às 21h desta quinta-feira, o artista participa do festival "Dendi Casa tem Cultura" no Facebook e no canal da Secult no YouTube.

Um dos músicos mais criativos da capital, com esse lançamento Pedro Salvador confirma uma bem vinda disposição performática e uma flexibilidade em relação a estilos e gêneros musicais rara nesse cenário fragmentado, mas bastante ortodoxo do rock alagoano. Definir o estilo do moço? Bem, podemos, ainda, falar em psicodelia, mas isso é vago: Salvador faz de sua máquina sonora um tanque de guerra cheio de possibilidades. Abra sua mente e coração e faça escorrer na veia o sangue quente da nova era. Pós-pandemia, pós-fascismo, pós-mesquinharias alagoanas. Basicamente, conceitualmente, o som de Salvador é furor e sensibilidade.

Ouça o EP lançado nesta quinta-feira (13)

Frutificações é uma boa palavra para esse enfant-terrible do rock caeté, uma das cabeças da banda Necro. Com uma pá de trabalhos envolventes (solos e com a banda), entre CDs, EPs e singles disponíveis em sua conta no Bandcamp e, na mesma plataforma, na página do selo que criou há pouco mais de um ano (o Voragem), o artista traça um perfil musical combativo nesse momento de trágica (porque politicamente criminosa) pandemia à brasileira: tudo bem, tem de ficar em casa, mas não parado, estático ou estagnado. O homem é inquieto e promete outros lançamentos para este ano.

Nesse trampo ao vivo, a banda Baga do Futuro formada por Christophe Lima (clarinete e voz); Emersom Padilha (contrabaixo e voz), Julia Soares (guitarra); Junior Bocão (guitarra havaiana); Leo Bulhões (percussão) e Reuel Albuquerque (guitarra), segue o líder num composto de voracidade e harmonia. Pedro Salvador ficou com a bateria – e voz, também, é claro.

Digite @pedrivus e o siga no Instagram (https://www.instagram.com/pedrivus/) e Twitter https://twitter.com/Pedrivus