Cultura

No ar, no litoral paulista, a Festa Literária Internacional de São Sebastião

Evento que começou nessa quinta-feira (28) segue até o domingo (30), apresentando importantes debates sobre literatura e o trabalho de escritores como Mia Couto, Ignácio Loyola Brandão, Milton Hatoum, José Eduardo Agualusa, Zuza Homem de Mello e Fernanda Takai

28 de Agosto de 2020, 11:22

 

Da Redação

Começou nessa quinta-feira (27) a Festa Literária Internacional de São Sebastião (a Fliss), que, claro, como todos os grandes eventos nacionais e internacionais, estão sendo realizados on line. Transmitida da Casa Brasileira  que fica no município do litoral paulista São Sebastião e é sede do Instituto Mpumalanga, realizador da Fliss junto com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (o Unicef) , a festa literária tem quase 80 horas de programação online e segue até o domingo (30), com debates literários, lançamentos de livros, diáplogos online, entrevistas e mini workshops. 

A inscrição é feita mediante um pagamento “simbólico” e parte dela é transmitida gratuitamente, ao vivo, pelo Facebook e YouTube do instituto.Toda renda será revertida a famílias de São Sebastião, impactadas pela covid-19.

Escritor e pensador moçambicano Mia Couto fala nesse sábado (29)

“A Fliss 2020 online", destaca o informativo do evento enviado à Redação, "abarca desde a literatura infantil e a produção contemporânea nacional e internacional, passando pela poesia de rua e a literatura indígena, à música e gastronomia, com nomes como Ignácio Loyola Brandão, Kiusam de Oliveira, Milton Hatoum, Mia Couto, Patrícia Portela, José Eduardo Agualusa, Zuza Homem de Mello, Ilan Brenman, Fernanda Takai, Roberta Estrela D’Alva, o Poeta arrudA [escreve assim mesmo] e muitos outros."

Nesta sexta-feira (28), às 15h, o folclorista Marco Haurélio, a xilogravurista Lucélia Borges e a professora de dança e pesquisadora da cultura brincante conversarão sobre “Cordel e Xilogravura: Tesouros da Cultura Brasileira”; às 15h30, o escritor Vitor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro, José Ângelo Xavier, presdiente da Associação Brasileira de Livros Escolares (a Abrelivros), e Marcos Pereira, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, debatem sobre “o impacto da reforma tributária no segumento da produção de livros no país; na sequência, às 16h, o blogueiro Leonardo Sakamoto vai mediar a mesa “Infância e Violação de Direitos na Pandemia, com Rosana Vega, chefe de Proteção da Criança do Unicef, a escritora Andrea Viviana Taubman, a jornalista Cristiane Rogério e a procuradora do Ministério Público do Trabalho de São Paulo Elisiane dos Santos.

Acompanhe aqui a programação completa.