Especial

Ações de conscientização e prevenção do suicídio acontecem durante o mês de setembro

Nessa quarta-feira (9), especialistas se reúnem em Maceió; na capital e em Arapiraca, de janeiro a julho deste ano, 596 pessoas atentaram contra a vida

08 de Setembro de 2020, 10:56

Da Redação

O Hospital Geral do Estado (o HGE, em Maceió) e o Hospital de Emergência do Agreste em Arapiraca atenderam, de janeiro a julho deste ano, 596 pessoas que atentaram contra a própria vida. Por conta desses dados alarmantes, a Secretaria de Estado da Saúde (a Sesau) promove a partir dessa quarta-feira (9) diversas atividades relacionadas à campanha “Setembro amarelo”, que faz alusão ao mês dedicado à prevenção do suicídio.

Reportagem da Agência Alagoas publicada no final de semana informa que essas ações serão realizadas pela equipe técnica da Supervisão de Atenção Psicossocial, reunindo especialistas no tema. Segundo psicólogos e psiquiatras da Sesau, em cinco meses de pandemia “a maioria da população ficou em isolamento domiciliar e os transtornos mentais aumentaram consideravelmente”. A razão disso, de acordo com esses especialistas, é mesmo o medo de contrair o novo coronavírus – além das próprias restrições de ir e vir por conta da quarentena imposta pelas regras de prevenção do contágio.

'O isolamento social intensificou o sofrimento psíquico', diz Gluck

Para Rodrigo Gluck, supervisor de atenção psicossocial da Secretaria de Saúde, o “Setembro amarelo” chega para “alertar” a população sobre a “problemática do suicídio”. Segundo Gluck, casos de suicídio se proliferam “em razão do adoecimento psíquico da sociedade”. “Por isso, enquanto profissionais de saúde mental e gestores da saúde pública, temos de debater esse problema e apontar caminhos para evitarmos a ocorrência de mais casos, principalmente neste momento de pandemia da covid-19, com o isolamento social intensificando o sofrimento psíquico das pessoas."

Nessa quarta-feira, os integrantes do Comitê Estadual de Promoção da Saúde e Prevenção do Suicídio se reúnem na sede da Supervisão de Atenção Psicossocial, no bairro Jaraguá, em Maceió. De acordo com a agência de notícias do governo, esses especialistas traçaram “um panorama dos casos de suicídio em Alagoas”. Na ocasião, serão apresentadas estratégias para abordar o assunto “cercado de vários tabus na sociedade”.

Na sexta-feira (11), às 16h, no canal YouTube Telessaúde da Sesau ocorrerá, ocorrerá a live "Sempre há uma Saída, basta mudar a Direção do Olhar". A médica e professora Delza Gitaí, idealizadora do Centro de Valorização da Vida (CVV), e a psicóloga Zaíra Mendonça, presidente do Conselho Regional de Psicologia de Alagoas, debaterão o tema, com mediação de Rodrigo Gluck.

Também na sexta-feira, será realizado o lançamento da campanha “Setembro amarelo” para servidores do programa “Ronda no Bairro”. E finalmente no dia 15, terça-feira da semana que vem, a Supervisão de Atenção Psicossocial lança cartilha e e-book sobre o suicídio.

Outras atividades você pode conferir na reportagem da Agência Alagoas.