Cultura

Claudio Cupertino é indicado para o 'Prêmio Internacional New York City'

Artista mineiro criou técnica própria de gravação, que batizou de 'cupergrafia'; documentário sobre sua vida e obra será exibido a partir do domingo (25)

20 de Outubro de 2020, 12:10

Da Redação

O artista visual Claudio Cupertino, que criou sua própria técnica de gravação, utilizando pedras e esponjas (batizando-a de cupergrafia) e que lançou em junho deste ano, virtualmente, o documentário biográfico "Energia Tempo Cupertino", recebe no domingo (25) o “Prêmio Internacional New York City”. A honraria é concedida a um pequeno número de artistas, pintores, escultores que se destacaram no ano em curso, contribuindo com seu trabalho para tornar sua arte conhecida no mundo. O curta-metragem será exibido entre a partir do domingo (25) até o dia 31.

Cupertino recebeu em 2018, em Florença na Itália, o prêmio 'Leonardo Da Vinci'

“Energia Tempo Cupertino” é sobre a vida e a obra de Claudio Cupertino, nascido no município de Pedra do Anta, no Estado de Minas Gerais – onde morou até os 18 anos. Trata-se de uma produção independente, captada em película e realizada sem patrocínio ou isenção fiscal pelo diretor Matheus Ruas. Cenas foram gravadas em São Paulo e em Novo Hamburgo, no Estado do Rio Grande do Sul, onde Cupertino se graduou em artes visuais.

De acordo com a comunicação do filme, os curadores de arte italianos Salvatore e Francesco Saverio Russo – com quem Claudio Cupertino mantém contato desde 2018, quando recebeu, em Florença, o prêmio biênio “Leonardo Da Vinci” – instituíram o ‘Prêmio New York City’. O evento conta, também, com exposição em vídeo das obras selecionadas e publicação no conceituado catálogo de arte "The Stars of Contemporary Art". “É uma grande oportunidade de ser protagonista em uma das cidades mais importantes do mundo, Nova York, na exclusiva Space Gallery Chelsea”, afirmam os curadores.

“O documentário do Claudio Cupertino é só o começo. Todo o mérito é dele. O filme é um retrato honesto de seu sucesso”, comenta o diretor, documentarista do canal History Channel, premiado em 2015 pelo  media-metragem “Guerra do Paraguai – A Nossa grande Guerra”.