TV Boreal

2ª. Mostra Quilombo de Cinema Negro traz produções de Alagoas e de outros Estados

Festival que será exibido on line, entre os dias 20 e 25, quer apresentar uma imagem do 'Atlântico negro' para 'unir forças e ação'; acompanhe nas redes sociais

11 de Novembro de 2020, 10:17

Da Redação

A 2ª. Mostra Quilombo de Cinema Negro – que este ano, claro, ocorrerá on line – acontecerá entre os dias 20 e 25, apresentando uma produção recente de cinema que traz, como destaca a divulgação do festival, “a imagem do Atlântico”. “Não no sentido mítico e cronológico, mas numa perspectiva fundante de desdobramentos que levaram às encruzilhadas que constituem a diáspora”, afirma o texto que os produtores postaram na rede social.

“Pensar em diáspora”, afirma a Mostra Quilombo de Cinema Negro, “é pensar no Atlântico Negro enquanto travessia para um não-lugar que se desdobra num novo lugar. Essa cosmicidade é um encontro de diferenças dispostas no mar ou na tela – estamos falando de cinema atlântico.”

A produção alagoana 'Mwany, Hoyo, Hoyo', de Nivaldo Vasconcelos, é 'filme convidado'

O “Atlântico Negro” – indica a postagem no Facebook – é para unir “forças de revolta e ação”. “Os filmes selecionados e convidados para a mostra carregam dentro de si a miríade encruzilhada de conceitos, sons, discursos e rimas, nos fazendo experienciar o vai-e-vem das ondas negras”.

“Cavalo”, de Rafhael Barbosa e Werner Salles (AL) abre a primeira sessão na sexta-feira (20). A programação é a seguinte:

Sessão Rastros

“Cajá dos Negros”, dir. Israel Oliveira (AL); “Joãosinho da Goméa, o Rei do Candomblé”, dir. Janaina Oliveira ReFem e Rodrigo Dutra (RJ); “Princesa do meu Lugar”, dir. Pablo Monteiro (MA); “Ser Feliz no Vão”, dir. Lucas Rossi (RJ); “Socialights – Jorge Lafond”, dir. Noah Mancini (MG); “Tudo que é apertado rasga”, dir. Fabio Rodrigues Filho (BA, filme convidado).

'Joãosinho da Goméa, o Rei do Candomblé', produção fluminense na 'Sessão Rastros'

Sessão Afluências

“Ditadura Roxa”, dir. Matheus Moura (MG); “Incêndio”, dir. Grenda Costa (CE); “Live”, dir. Adriano Monteiro (ES); “marvin.gif Part 2”, dir. Marvin Pereira (BA): “Pattaki”, dir. Everlane de Moraes (CU/BR, filme convidado); Você já tentou olhar nos meus Olhos?, dir. Tiago Felipe (PR).

Sessão Devir

“Estação Aquarius”, dir. Fernando Brandão, Flávia Correia, Jairis Meldrado, Levy Paz, Rayane Góes e Ticiane Simões (AL); “Faixa de Gaza”, dir. Lúcio César Fernandes (PB);” Meninos rimam”, dir. Lucas Nunes (SP); “Mwany”, dir. Nivaldo Vasconcelos (AL, filme convidado); “Perifericu”, dir. Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira (SP); “Receita de Caranguejo”, dir. Issis Valenzuela (SP); “Saneamento trágico”, dir. Zazo (AL).