Cultura

Mostra Sururu divulga seleção para a Mostra Oficial e as produções que serão exibidas em Filmes da Margem

Maior evento cinematográfico do Estado inscreveu este ano 73 filmes, entre documentários e ficções; sessões on line começam em 14 de dezembro, segunda-feira, seguindo até a sexta-feira (19)

25 de Novembro de 2020, 21:57

Da Redação

O evento cinematográfico mais importante do Estado, a Mostra Sururu de Cinema Alagoano, divulgou nessa quarta-feira (25) a lista de filmes que compõe a seleção oficial da décima-primeira edição do festival, que ocorrerá entre os dias 14 e 19 de dezembro. As sessões serão transmitidas pelo site da mostra.

“Foram, ao todo, 73 produções inscritas, representando diferentes regiões do território estadual. Além da capital Maceió, os municípios de Arapiraca, Palmeira dos índios, Viçosa, Penedo, Coruripe, Marechal Deodoro, Batalha, União dos Palmares, Paripueira, Cajueiro e o povoado Ilha do Ferro (Pão de Açúcar) enviaram trabalhos”, contabiliza a comunicação da mostra.

O veterano Celso Brandão apresentará o curta 'Marolas'

De acordo com o informativo enviado à Redação, “o número de inscrições válidas representou um recorde em mais de uma década de edições”. “Também é inédita a quantidade de obras selecionadas, chegando a 30 filmes divididos entre a “Mostra Oficial – Filmes do Fim do Mundo” e a “Mostra Especial – Filmes das Margens.” 

Além das exibições na internet, a programação inclui a oficina “As Imersões performativas: Corpos políticos em Deriva”, conduzida pela atriz Mawusi Tulani; o “Laboratório de Crítica Cinematográfica”, do cineclube Mirante, e o debate “Mercado da Produção”, abordando o desenvolvimento do setor audiovisual em Alagoas e no Brasil.

A 11ª. Mostra Sururu de Cinema Alagoano é uma realização do Fórum Setorial do Audiovisual Alagoano (FSAL), com produção da Cacto Facto e patrocínio do Sebrae Alagoas. Parceiros: Mirante Cineclube e Animal Coletivo. Apoio institucional do Centro Técnico Audiovisual (CTAV) e apoio cultural da Casa Mutum de Economia criativa e coworking cultural, do estúdio de artes Casa Sede, restaurante Serafim e cervejaria Caatinga Rocks. 

A lista dos filmes da Seleção Oficial 2020 é a seguinte:

Mostra Oficial – Filmes do Fim do Mundo

“À espera de um Milagre: Relatos de Sonhos perdidos de frente para a Lagoa”, 2019, documentário, 5’59”, Géssika Costa e Vitor Beltrão, Maceió; “À Sombra do Vírus”, 2020, ficção, 8’54”, Fabinho Oliveira, Maceió; “A Três Andares”, 2020, doc-ficção, 6'56", Bruca Teixeira, Maceió; “Agridoce”, 2020, experimental, 3’05”, Nereu Ventura, Maceió; “Bem no Fundo das Retinas”, 2020, documentário, 13’26”, Mik Moreira, Maceió; “Círculos”, 2020, experimental, 2’15”, Lucas Litrento, Maceió; “Encanto Desencanto Encanto”, 2020, ficção, 14'32", Ulisses Arthur, Viçosa; “Filme _ Urgência _ Corte 1”, 2020, documentário, 12'40”, Paulo Silver, Maceió; “Marcas de Expressão – O Reflexo da Vida nas Ruas”, 2020, documentário, 16’31”, Luan Macedo e Valesca Macedo, Maceió; “Marolas”, 2020, experimental, 6’38”, Celso Brandão, Maceió; “Mulher pandêmica”, 2020, experimental, 13'30", direção coletiva, Maceió; “Nunca olvidar”, 2020, experimental, 2’50”, Oriana Perez, Maceió; “O Abraço logo vem”, 2020, animação, 2’9”, Paulo Accioly, Maceió; “Subsidência”, 2020, “Híbrido”, 7’11”, Beatriz Vilela, Marcus José, Maceió; “Visão das Grotas”, 2020, documentário, 23’2”, direção coletiva, Maceió.

Entre os novos talentos, o viçosense Ulisses Artur apresenta 'Encanto Desencanto Encanto'

Mostra Especial – Filmes das Margens

“A Ilha mágica”, 2020, documentário, 3’, Rafhael Barbosa, Ilha do Ferro (Pão de Açúcar); “À Margem”, 2019, documentário, 13’, Tarcísio Ferreira, Arapiraca; “Ainda te amo demais, 2020, documentário, 21’, Flávia Correia, Maceió; “Cajá dos Negros”, 2020, documentário, 11’23”, Istael Oliveira, Batalha; “Estação Aquarius”, 2019, documentário, 13’47”, direção coletiva, Maceió; “Feirinha”, 2019, documentário, 13’13”, Maysa Reis, Maceió; “Jacaré”, 2019, ficção, 7’34”, Bruno Ravagnolli, Penedo; “Jegada”, 2019, documentário, 9’41”, Celso Brandão, Maceió; “Meu Lugar”, 2019, documentário, 9’49”, Larissa Lisboa, Maceió; “O Nagô e o Tempo”, 2020, documentário, 24’, Luiz Henrique Carvalho, Maceió; “O Que meu Corpo fala”, 2020, experimental, 11’20”, Valéria Nunes e Glauber Xavier, Marechal Deodoro; “O Retirante”, 2020, documentário, 15’, Tarcísio Ferreira, Arapiraca; “Oásis, o Berço da Esperança”, 2020, documentário, 11'55", Lisandra Santos, Palmeira dos Índios; “Raiar”, 2020, documentário, 13’33”, Wéllima Kelly e Wagno Godez, Arapiraca; “Um Passo para as Estrelas”, 2020, documentário, 3’, Danilo Souza, Maceió.