Especial

Governo recebe empresas de aplicativos com intuito de ajudar bares e restaurantes

Reunião online ocorreu nessa quarta-feira (22); Ifood, 99 e Uber estudam medidas para redução de taxas nos serviços de delivery, encomendas e locomoção de passageiros

25 de Março de 2021, 10:49

Da Redação

A Secretaria de Estado da Fazenda (a Sefaz) e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur) se reuniram nessa quarta-feira (24) na capital, com representantes das empresas de aplicativos que atendem o setor de bares e restaurantes de Alagoas. “Com base na Carta Conjunta Nº. 001/2021 enviada pelos órgãos na semana passada, o encontro teve como objetivo discutir medidas de redução de taxas das plataformas e formas de auxiliar o segmento durante o período pandêmico”, reporta a agência de notícias do governo na edição dessa quarta-feira. 

De acordo com o noticiário oficial, “a reunião contou com a presença do secretário da Fazenda, George Santoro, do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, do presidente da Abrasel-AL, Thiago Falcão, e dos representantes das empresas e da associação dos aplicativos com prestação de serviços em delivery, encomendas e locomoção de passageiros, como Ifood, 99 e Uber”. “O secretário da Fazenda George Santoro destacou o esforço do governo com o auxílio econômico para ajudar o segmento de bares e restaurantes – setor que cresceu muito durante a pandemia, por meio do delivery”, destaca a reportagem da Agência Alagoas. “Na oportunidade, [o secretário] reforçou a importância de auxiliar o segmento para manter seu funcionamento e contribuir para a economia do estado. Após a reunião, as empresas ficaram de analisar os pleitos apresentados pelo segmento e estado.” 

Thiago Falcão: 'Reunião foi importante'/ Foto/ Abrasel

George Santoro disse que a reunião “foi muito produtiva”. “As empresas já estão estudando medidas de auxílio e já temos uma das associadas que já disponibilizou uma redução de tarifas considerável e outra que também já está fechando esse pacote. Acreditamos que todas as demais virão em seguida, seguindo o exemplo. Esperamos que esse esforço coordenado proporcione melhorias e torne menos dura a vida desse segmento muito afetado pela pandemia.” 

Thiago Falcão, presidente da Abrasel-AL, segundo o site do governo, “apresentou os problemas que mais afligiam o setor de bares e restaurantes”. "A reunião foi importante para ajudar o setor que vem sofrendo perdas sem tamanho. Vimos que dois aplicativos já tinham feito um movimento positivo nesse sentido, de baixar taxas e ajudar os empresários. A reunião serviu para pedirmos a prorrogação dos benefícios e também pontuar pautas importantes para os empresários.”

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, disse que o fórum de discussão “foi um passo decisivo para que nesse momento saiam grandes soluções”. “Principalmente”, afirmou, “para os empreendedores e trabalhadores que estão sendo mais economicamente afetados pela crise da covid-19 no mundo, a exemplo dos profissionais cadastrados nos aplicativos de delivery e viagens, que atualmente usam essas plataformas como único meio de sustento e renda para suas famílias.”