Cultura

Festival Carambola reúne artistas alagoanos em dupla com músicos de outros estados

Edição 2021 do evento será realizada on-line, gratuitamente, nas duas últimas terças e quintas-feiras de setembro; acompanhe no YouTube e na plataforma Zoom

15 de Setembro de 2021, 09:33

Da Redação

O Festival Carambola realiza sua edição 2021, on-line e gratuita, com patrocínio da cerveja Devassa. A programação, que inclui duplas de artistas alagoanos em interação com artistas convidados de outras localidades do país, ocorrerá nas duas últimas terças e quintas-feiras de setembro (dias 21, 23, 28 e 30), sempre a partir das 20h. Os shows serão transmitidos via canal do festival no YouTube. Outras atividades, relacionadas à formação de artista, além de debates temáticos sobre “distintas cenas musicais brasileiras contemporâneas”, acontecerão na plataforma Zoom.

“Às quintas-feiras, a música toma conta da programação do Carambola, com destaque para o projeto ‘Sala de Ensaio’, que apresentará quatro sessões de estúdio classudas de artistas alagoanos em duetos inéditos e criativos com nomes de fora do estado”, comemora o informativo do evento enviado à Redação. “Os registros foram feitos exclusivamente para o festival, durante um final de semana do último mês de julho.”

A cantora e compositora Arielly junto com o rapper Boby CH (à esq.) e o DJ Obama

As duplas do “Sala de Ensaio” são as seguintes: Flora e Zé Ibarra; Bruno Berle e Dora Morelenbaum; Arielly Oliveira e Jonathan Ferr e Ítallo e Julia Mestre. A produtora Lili Buarque explica que nessas sessões os artistas “reinventam suas próprias canções”. “Eles trocam figurinhas e nos entregam registros únicos de seus respectivos trabalhos. Uma vibe gostosa demais.”

Há, ainda, o talk-show “Rádio Devassa”, com os apresentadores Zé Manoel e Marina Sena batendo um papo sobre as atrações programadas para a quinta-feira. Também produtora do festival, Didi Magalhães diz que o Carambola quer “estabelecer conexões com outros públicos e projetos sonoros Brasil afora”, enquanto anuncia a preparação “para uma volta presencial em 2022”. “Queremos que Maceió volte a se divertir conosco, mas não só: estamos convidando o Brasil todo para nossa pista e aproveitamos essa nova extensão digital para reforçar o convite.”

O alagoano Íttalo e a carioca Julia Mestre estão no 'Sala de Ensaio' de quinta-feira (30)

Outro destaque dessa sexta edição do Carambola é a pré-estreia "exclusiva" do que a organização do festival chama de "extensão visual de 'Trava Línguas' (Natura Musical), novo disco da artista multimídia e agitadora cultural paulista Linn da Quebrada".

Linn da Quebrada apresentará seu "experimento visual" na terça-feira (28), às 20h. "Trava Línguas — Quem Soul Eu" é dirigido por ela e Rodrigo de Carvalho e foi gravado na alagoana Viçosa, cidade natal da mãe de Linn. "O projeto reflete temas como ancestralidade, arte, sucesso e fracasso, além de cruzar de modo poético as histórias que permeiam diversos pontos do território com a própria vida da Linn até aqui", informam os organizadores do festival. Quebrada diz estar "feliz de estreitar laços com Alagoas, com Viçosa e Maceió". "São territórios que levo comigo das mais diversas formas. Nada mais simbólico e especial do que celebrar a conclusão desse registro junto ao Festival Carambola.”

Para ter acesso ao documentário, clique aqui. Mas informações sobre o Carambola você pode acompanhar em perfis do evento na rede social.